Ex-militar do Exército é o 1º colocado da turma dos bombeiros de SP

O agora soldado 2ª classe Prais. (Foto: GESP)

Os 168 formandos começaram o módulo de especialização em dezembro do ano passado
Com Secretaria da Segurança Pública SP
Enquanto ainda estava no Exército, Gustavo Prais, de 21 anos, decidiu prestar concurso para ingressar nos Bombeiros de São Paulo. O sonho era antigo. Ele só contou à família quando passou na prova. Nesta sexta-feira (7), ele se formou na Escola Superior de Bombeiros: foi o primeiro colocado da turma, com a média de 9,6. O agora soldado 2ª classe Prais afirmou que, apesar de complexa, a trajetória entre o concurso e a formação o fez ter certeza da carreira que quer seguir. “Me encontrei aqui”.

“Eu não sabia se ia passar no concurso, então preferi não contar para a minha família. Quando eu disse, foi a maior festa. Eles sabiam que eu teria que ficar longe, mas me apoiaram”, conta. A formatura dos 168 bombeiros foi realizada hoje em Franco da Rocha, na Região Metropolitana de São Paulo. Para a maioria, se tornar bombeiro é um sonho de infância realizado.

A mãe do soldado Prais, Ana Silvia Schychof, não conteve as lágrimas quando o nome do filho foi anunciado como o primeiro colocado da turma. “É muito emocionante. Meu pai era militar da aeronáutica. Na família, o Gustavo foi o único que serviu no Exército e, agora, vai salvar muitas vidas sendo bombeiro. Tenho muito orgulho dele”, enfatizou a mãe.

O secretário da Segurança Pública de São Paulo, Guilherme Derrite, esteve na formatura dos bombeiros. Ele parabenizou os formandos e, durante o discurso, agradeceu aos familiares. “Sei que estar em uma profissão tão arriscada dessas gera uma certa angústia. Os meus pais passaram por isso também há pouco mais de 20 anos. Sabemos que os bombeiros não cumprem missões pequenas, mas a honra que vem a partir disso é muito grande”, lembrou.

Os 168 formandos de hoje começaram o módulo de especialização em dezembro do ano passado. (Foto: GESP)

Sonho do pai que passou para a filha
A soldado Amanda Lima, de 29 anos, foi a segunda da classe. O pai dela contou que tentou entrar para a guarnição quando tinha a mesma idade da filha, mas não conseguiu pela estatura. “O mais difícil foi só conseguir encontrar com ela aos fins de semana devido aos estudos, mas hoje é uma vitória ver minha filha com esse certificado”, disse Benedito Lima.

A jovem sempre teve “jeito” para a profissão, uma vez que, desde pequena, subia e se pendurava em árvores, sem medo do perigo. “Sei que ela vai salvar muita gente”, completou o pai.

Aplausos, lágrimas e “banho”: saiba como é a cerimônia de formatura dos bombeiros
A cerimônia de formatura dos bombeiros é um tanto quanto diferente. Além dos certificados, os novos bombeiros recebem capacetes, colocados sob suas cabeças por algum familiar. Os formandos também fazem passeata, dão gritos de guerra e, ao fim, se juntam ao centro do pátio e, em meio a fumaça vermelha, recebem um “banho” de água e atravessam a tirolesa.

Os 168 formandos de hoje começaram o módulo de especialização em dezembro do ano passado. Nesse período, eles aprenderam a combater incêndios, resgatar e salvar pessoas, com simulações exatas para não serem pegos desprevenidos durante o trabalho. Antes disso, eles passaram pelo módulo básico na Escola Superior de Soldados.

Pais, amigos e familiares são convidados para participar da cerimônia e, em determinado momento, vão ao encontro do formando para prestar a homenagem. A formatura desta sexta-feira foi marcada por aplausos e emoção.

Portal R3

8 respostas

  1. Com certeza terá uma boa carreira no CBSP, melhor remuneração, será reconhecido pela instituição. Parabéns pelo esforço e com certeza valerá a pena, ter saído Das Forças Armadas.

  2. cabo e Soldado com bom nivel de instrucao e conhecimento vaza assim que pode para outras atividades, onde tenha uma remuneracao digna, o que esta em baixa nas FA para a base, cujos integrantes do topo da piramide estao entre os 1 por cento mais bem pagos no pais, conforme site da Revista Sociedade Militar. Parabens Gustavo Prais, sucesso e felicidades na nova carreira, com certeza fara um bom trabalho no Corpo de Bombeiros de Sao Paulo.

  3. Nao tenham duvidas que acontecera isso muitas vezes na nova ESA em recife-PE.
    O aluno sargento do eb fara prova para soldado pmpe e seguira outra carreira.
    Nao precisa falar mais nada.
    O cara deixara de ser sg p ser sd, e nessas horas q vc pode constatar na pratica o quanto foi deixado para tras a tropa com a lei 13954.
    O governo federal arrecada muito mais q o Estado de Pernambuco, no entanto o tratamento para com os seus militares e esse.

  4. Muito diferente você estar nos Bombeiros e polícia. São atividades de muito risco até nas folgas. Enfrenta-se situações difíceis, salvamentos de risco e cenas chocantes. Nas Forças armadas só raramente se enfrentam situações difíceis demais.

    1. Eu quero q pm e bm ganhem excelentes salarios e tenham muitas folgas, agora nao justifica esse descaso com as forcas.
      Entendeu?
      O militar das forcas armadas nao fizeram votos de pobreza.
      E tudo intencional.

    2. A arrecadacao dos Estados, em sua maioria, esta bem abaixo do que a Uniao arrecada de impostos e taxas.
      Existe sim, Uma grande diferencas nos salarios entre os poderes.
      O mesmo ‘cofre’ que paga pmdf, paga a um ten eb.
      Logo constata se que existe um grande desequilibrio dos vencimentos nas carreiras tipicas de estado.
      O portal da transparecia pode mostrar

  5. Parabéns ao soldado! Foi esperto ao perceber logo a cilada que estava se metendo no EB e se mandou para PM. Classe mais unida e que, aparentemente, tem comandantes mais preocupados com tropa.

  6. Não é so soldado que esta pulando fora.
    vejam a PORTARIA GM-MD Nº 2.857, DE 5 DE JUNHO DE 2024.
    Faz tempo que isso acontece e a cada dia so aumenta.
    Estamos sem lideres. É isso

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo