Reino Unido testa pela primeira vez arma laser que pode derrubar alvos aéreos

Teste com arma laser — Foto: Divulgação/Ministério da Defesa do Reino Unido

Uma das principais vantagens do sistema, chamado DragonFire, é que ele tem um custo baixo, de cerca de R$ 60 por tiro disparado
Filipe Vidon
O Exército e a Marinha do Reino Unido realizaram o primeiro disparo de alta potência de um laser contra alvos aéreos A arma ultratecnológica usa um “feixe de luz intenso” para atingir drones e aeronaves. Uma das principais vantagens do sistema, chamado DragonFire, é que ele tem um custo baixo, de cerca de R$ 60 por tiro disparado.

Segundo o Ministério da Defesa do Reino Unido, a arma “possui precisão extrema” e usa um “feixe de luz intenso para cortar o alvo, levando a falhas estruturais ou resultados mais impactantes se a ogiva for alvejada”.

Arma laser DragonFire — Foto: Divulgação/Ministério da Defesa do Reino Unido

Neste teste, o laser foi disparado contra alvos aéreos na Cordilheira das Hébridas do Ministério da Defesa, no noroeste da Escócia. A arma se mostrou capaz de destruir drones que chegavam de várias posições a quilômetros de distância, informou o The Times.

O secretário de Defesa, Grant Shapps, disse: — Este tipo de armamento de ponta tem o potencial de revolucionar o espaço de batalha, reduzindo a dependência de munições caras, ao mesmo tempo que reduz o risco de danos colaterais — afirmou o secretário de Defesa, Grant Shapps.

O Globo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo