Escola de Sargentos do Exército: cada árvore importa!

Pedra fundamental da Escola de Sargentos inaugurada por Bolsonaro. Crédito: TV Brasil

Definitivamente não estamos podendo nos dar ao luxo de derrubar uma árvore sequer

Tatiana Portela*

Numa espécie de resistência titânica, um grupo de moradores de Aldeia está mobilizado desde o início do ano para tentar evitar a destruição de uma área considerada santuário ecológico de Pernambuco. Trata-se de um território ocupado desde a Segunda Guerra Mundial pelo Exército Brasileiro, que transformou engenhos de açúcar em Mata Atlântica, e agora quer utilizar parte da área para construir um complexo com escola, moradia e outros equipamentos para cerca de seis mil pessoas (os alunos da Escola de Sargentos e seus familiares).

Estamos em plena era de emergência climática. O presidente fala, os ministros falam, os governadores falam, os empresários falam, o Exército fala, todo mundo fala que vai preservar o meio ambiente, que vai evitar o desmatamento, mas o que se vê na prática?

O Exército Brasileiro garante que fará a devida “compensação ambiental”, plantando mudas em outras terras para substituir as mais de 300 mil árvores que pretende cortar. Essa compensação, é de conhecimento geral, não ameniza o crime ambiental e seus impactos na vida dos pernambucanos. Árvores adultas prestam serviços ambientais que as mudas a serem plantadas demorarão anos a conseguir prestar. Além de armazenarem uma grande quantidade de carbono, limpando o ar, elas fornecem um habitat único para diversas espécies animais, garantem o ciclo de águas fluviais e o próprio abastecimento para consumo humano, evitam a erosão do solo etc. etc. etc.

Definitivamente não estamos podendo nos dar ao luxo de derrubar uma árvore sequer. Precisamos, isso sim, reflorestar áreas degradadas, impedir o avanço imobiliário desenfreado (Aldeia, especialmente, já não aguenta mais!), e estimular a educação ambiental nas escolas e na sociedade em geral.

Ninguém é contra que a Escola de Sargentos do Exército se instale em Pernambuco. Ela tem sua importância socioeconômica, todos sabemos. Mas existem alternativas, já amplamente divulgadas pelo Fórum Socioambiental de Aldeia, de locais dentro do próprio Centro de Instruções do Exército, que evitariam o desmatamento de mais de cem hectares de florestas. Mas os militares argumentam que aceitar essas alternativas aumentaria em vários quilômetros a distância que eles teriam que percorrer para chegar ao Recife. E isso não interessa ao Exército.

Não seria essa postura egoísta a que tem levado a humanidade à derrocada? Abrir mão das nossas matas densas e preservadas não seria andar na contramão do que o mundo vem pregando? Em nome de quê? Os mesmos empregos a serem criados na área prevista hoje serão criados na área alternativa. O desenvolvimento que virá com essa obra atenderia – melhor ainda! – a uma região menos assistida atualmente, levando os empregos e a circulação da renda para pessoas mais necessitadas.

Estamos cansados de discursos “pra inglês ver”. Precisamos colocar em prática o que é dito nas conferências do clima e outros fóruns mundo a fora. É hora de unir forças pela preservação da vida no planeta. Entender que o maior fragmento contínuo de Mata Atlântica acima do rio São Francisco deve permanecer intocado, preservado pelo glorioso Exército Brasileiro. Mexer nessa floresta é um crime ambiental com consequências para nós e para as gerações futuras. Cada árvore importa!

*Jornalista e moradora de Aldeia

JC

32 respostas

    1. Quero ver a casa desta jornalista em aldeia, será uma oca, uma cabana ou uma caverna? Existe ar condicionado?, ao de deposita seu lixo, seu esgoto? Ela tem veiculo movido a combustão? Ou anda de carroça.

  1. “Estamos cansados de discursos ‘pra inglês ver'”.

    Acho que todos concordam.

    Mas e a China, por exemplo? O que a China está fazendo “para colocar em prática o que é dito nas conferências do clima e outros fóruns munda afora”?

    Pois de nada adiantará preservar uma árvore aqui no brasil se potências industrializadas como a China não fizerem nada para conter a degradação ambiental que cometem.

  2. O Exército está demorando muito para abandonar esse projeto nesse local! Muito resistência da esquerda!

    Ponta grossa e santa Maria já se Manifestaram inumeras vezes que estão a disposição para receber a nova EsSA!

    Avante, Avante o EsSA!

    1. Aparentemente, Recife não quer a nova ESA, Então rumo para Santa Maria ou Ponta Grossa. O Sul do país SEMPRE teve muita mais tradição e afinidade com as FFAA. EsMB 1995!!!

    2. Muito importante essa escola de sargento no estado de Pernambuco até para democratizar o exército brasileiro muito Centralizado e sua formação com pessoas do sul do país.Mas Seja onde for se deve em consideração a questão ambiental não tem sentido derrubar 300 mil árvores para encurtar alguns quilômetros a serem percorridos ou qualquer um de nós! Vamos chegar a um acordo para o bem do País!

  3. QE não é formado na EsSA… mas forma graduados de carreira com Previsão para serem promovidos Subtenentes no futuro… É o que sempre foi e o que sempre será…

    1. QE forma sargentos de carreira? Em que Exército? Meus instrutores na EsSA foram oficiais e sargentos de carreira. Fiz 5 cursos de especialização, aperfeiçoamento, extensão … eTC e nunca tive um Sgt QE como instrutor. Fui monitor/instrutor de CPOR e havia apenas um Sgt QE, no curso, que era Aux da Reserva de material. Me mostre uma publicação do DECEx ou do DGP nomeando QE como monitor ou instrutor! É inegável a importãncia do QE no EB, mas foram reconhecidos: entraram como recrutas, estabilizaram sem concurso, foram promovidos a Cb, 3Sgt e 2Sgt, apenas com CFC. Sabiam os limites da carreira quando aceitaram ficar e agora vem com essa ideia absurda de promoção a ST. Por essa lógica, os Sgt da EsSA poderiam pleitear a promoção a coronel! É uma ideia estapafúrdia! E vamos parar de vez com essa balela de que QE forma Sgt e Of de carreira, pois é uma inverdade fantasiosa que pode colar para quem não é da caserna, mas não para quem pertence à instituição! Lutem sim por alguma melhoria salarial, pois os QE merecem, mas mantenham a sanidade e entendam que a vossa carreira acabou onde tinha de acabar!

      1. Você não entendeu nada, “QE não é formado na EsSA…, mas (a EsSA) forma graduados de carreira…” Que tal voltar para as aulas de português e interpretação de texto, meu chapa?

  4. maconheiro comunista adora esse papo furado de meio embiente. não pode derrubar uma arvore mas pode matar um bebe no utero de uma mulher. corja de hipócritas.

    1. Total Verdade!

      O que elea não entendem é que uma árvore crescendo traz Mil vezes mais benefícios que uma árvore adulta e velha.

      Árvore jovem captura Carbono no seu crescimento e libera oxigênio em toda sua vida.

      O nordeste precisa de empregos e desenvolvimento que esse pessoal da erva maldita não entende pq não são a favor do trabalho e do emprego.

      Um projeto que visa reflorestar com mais de que o dobro de árvore que se pretende derrubar é totalmente viável.

      Ao redor tem Muita coisa a reflorestar (só olhar o Mapa do Google), plante as árvores que foram desmatadas antes e verás o maior resultado.

      200 hectares são bem menores que 2 milhões de hectares.

  5. O exército deve é mudar o local para Santa Maria e acabava de vez com esta polêmica, pois aonde forças armadas ocupa tudo é protegido e essa galera ajuda mais no momento querem holofotes

  6. QAO não é formado na Aman… mas forma Oficiais de carreira com Previsão para serem promovidos Coronel no futuro… É o que sempre foi e o que sempre será…

  7. Um empreendimento que promete mudar a economia da região feita por um órgão com expertise em preservação ambiental como o exército sofre resistência? Essa turma de aldeia tem de colocar a mão na consciência e pensar no desenvolvimento do estado isso sim.

  8. Não podemos perder esse avanço pro estado temos área própria próximo ao cimnc que poderia receber algumas das estações como Araçoiaba e alguns canaviais próximo que acabaria com essa possibilidade de desmatamento, parece até que e interesse de alguns essa escola lá em aldeia..

  9. Bota essa creche na avenida Brasil e pronto..mais movimentações, mais ajuda de custo, indenização de transporte etc etc.. ninguém suporta mais. Faz sargento temporário,bofic8al temporário e acabou, está resolvido

  10. Aqui no Sul Do Brasil ela será bem vinda. Santa Maria, no Rio Grande do Sul ou, Ponta grossa, no Paraná, a receberão de braços abertos. Pra que ficar num local em que não é benquista, né? Estamos acostumados à receber pessoas de todas as regiões do Brasil.

  11. Interessante…Amazônia se acabando em fogo…e vcs se quer lançam notas com críticas. Agora por conta de um projeto já estudado e elaborado… E aparece o minimi. Ong’s são inúteis, fato mais q comprovado. Recebem dinheiro p/ manterem seus iPhone 15, carros luxuosos e contas bancárias astronômicas. E morando em mansões. Vão procurar um trabalho e parem de tumultuar a vida dos outros.

  12. Na Realidade Para Os Cursos De Formação Não Precisa De Estabelecimento De Ensino.

    A Exigência De Escola De Formação Foi Do Dec-Lei 3864/1941, Mesmo Assim Foi Para Os Oficiais, Atualmente Não Existe A Exigência De Escola De Formação Ou Curso De Formação Para Ser Oficial Ou Praça.

    LEI Nº 6.880, DE 9 DE DEZEMBRO DE 1980

    Art. 11. Para Matrícula Nos Estabelecimentos De Ensino Militar Destinados À Formação De Oficiais, Da Ativa E Da Reserva, E De Graduados, Além Das Condições Relativas À Nacionalidade, Idade, Aptidão Intelectual, Capacidade Física E Idoneidade Moral, É Necessário Que O Candidato Não Exerça Ou Não Tenha Exercido Atividades Prejudiciais Ou Perigosas À Segurança Nacional.

    Parágrafo Único. O Disposto Neste Artigo E No Anterior Aplica-Se, Também, Aos Candidatos Ao Ingresso Nos Corpos Ou Quadros De Oficiais Em Que É Exigido O Diploma De Estabelecimento De Ensino Superior Reconhecido Pelo Governo Federal.

    Art . 16. Os Círculos Hierárquicos E A Escala Hierárquica Nas Forças Armadas, Bem Como A Correspondência Entre Os Postos E As Graduações Da Marinha, Do Exército E Da Aeronáutica, São Fixados Nos Parágrafos Seguintes E No Quadro Em Anexo.

    § 3º Graduação É O Grau Hierárquico Da Praça, Conferido Pela Autoridade Militar Competente.

    DECRETO-LEI Nº 3.864,  DE 24 DE NOVEMBRO DE 1941.

    Art. 118 Nenhum Militar Pode Ser Promovido Ao Primeiro Posto Do Oficialato, Sem Ter O Curso De Uma Escola De Formação.

  13. O Brasil Nao Precisa de Exército e sim de Policia Estadual. Pois o primeiro se Revelou Inútil e COVARDE. Só Presta para Comer o nosso Tão suado dinheirinho. Essa gente são Egoistas, Pesam somente no Seu bem estar.

  14. Se existe uma alternativa, já desmatada dentro do cimnc, pq não utilizar? Distância de um pouco mais de 10km em que faz diferença? Os alunos só saem, uma vez por mês/semana da escola. Pq a necessidade de proximidade com Recife/Goiana?

  15. Aí reclama pra nova ministro da defesa Dilma Rousseff se promover o QE a ST. Se ela expulsou um General do elevador imagina um ST. Imagina se ela tem conhecimento que St sai oficial sem passar pela Aman e que na marinha o máximo que Sgrt de escola chega EA St. E melhor esquecer os QE pois já estão na reserva e vcs vão puxar muito saco pra chegar a cap Qao sendo que estudaram pra chegar a ST nunca esqueçam forças armadas mudam leis e portarias da noite pro Dia. E pra finalizar forças armadas quem manda são oficiais e cap Qao nem pra cmte de Cia colocam pra comandar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo