Ministério da Defesa envia veículos blindados para a fronteira com a Venezuela

Viatura blindada sobre rodas Guaicuru

Atualização: 5 dez, 6h

Equipamentos sairão do Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul e devem demorar um mês para chegar à região de Pacaraima

Monica Gugliano
O Exército brasileiro prepara 20 blindados para enviar a Pacaraima, diante da situação na fronteira com a Venezuela que pode se agravar, principalmente depois do plebiscito que aprovou a anexação da região de Essequibo que hoje pertence à Guiana. Militares brasileiros temem que, se Nicolás Maduro levar adiante a invasão do território vizinho, obrigatoriamente teria que passar por Roraima. Sem a autorização brasileira, Maduro estaria se indispondo com o Brasil, seu principal aliado no continente para entrar em um conflito que ninguém sabe as consequências, ainda que pareça exagerada esse tipo de previsão.

E é bastante improvável que o Brasil autorize a Venezuela a cruzar seu território para invadir outro país amigo e vizinho de fronteira. Por enquanto, a ideia de Maduro, dizem militares brasileiros, tem todas as características de uma nova Guerra das Malvinas, o combate que os generais argentinos, desgastados em um país que atravessava uma profunda crise política, econômica e social, armaram contra a Inglaterra em 1982 e perderam fragorosamente. Mas temerosos de que Maduro leve o confronto adiante, resolveram tomar providências em Pacaraima, divisa com a Venezuela.

Os blindados, do modelo Guaicuru, vão sair de unidades no Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul, onde estão localizados, e se somarão ao aumento do número de homens em Roraima – que já estava previsto em portaria – com a mudança do Esquadrão que atua na região – para 18º Regimento de Cavalaria Mecanizada. O tempo estimado de transporte é de ao redor de um mês. Só de Manaus a Boa Vista, um dos trechos que é possível percorrer por terra, são 700 quilômetros. De Belém a Manaus, por exemplo, os equipamentos vão de barco. Embora seja duvidosa a invasão venezuelana, os blindados, assim como o aumento do número de homens, atuarão como força de dissuasão.

Os veículos, chamados de viaturas blindadas multitarefa leves sobre rodas, ficam nesses Estados por causa das características dos combates. Em regiões de selva, como o Amazonas, o equipamento usado pelos combatentes é mais individual. Mas Roraima não é um Estado onde predomina a vegetação de selva. É uma savana que os locais chamam de “lavradio’ e se parece muito mais com a vegetação do sul do País do que com a floresta tropical.

Presidente brasileiro criticou a ideia do aliado Nicolás Maduro de tomar parte da Guiana em meio à elevação das tensões entre a Venezuela e seu vizinho Foto: Ueslei marcelino/Reuters
Neste domingo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou a possibilidade de um conflito entre a Venezuela e a Guiana. Ele afirmou que a América do Sul não precisa de “confusão” e que é preciso “baixar o facho”.

Maduro, que governa a Venezuela há praticamente uma década, teme pela sua reeleição em 2024. Ele enfrenta o descontentamento de uma parte significativa da população. Dessa forma, o plebiscito (no qual 10,5 milhões de um total de 20,7 milhões de eleitores disseram sim) e a ideia de anexar uma parte do território da Guiana mobilizaria o povo, acenderia sentimentos patrióticos – tal qual aconteceu na Argentina – e tiraria da frente os problemas do País que só não está pior por que o governo dos Estados Unidos suspendeu temporariamente as sanções ao petróleo, gás e ouro venezuelanos.

A medida foi anunciada pelo Departamento do Tesouro americano após o início da guerra entre Rússia e Ucrânia e em resposta ao acordo alcançado pelo governo de Nicolás Maduro com a oposição, que estabeleceria garantias eleitorais tendo em vista as eleições presidenciais de 2024. Mas pode ser uma das primeiras a cair e suas consequências econômicas e diplomáticas não serão poucas, caso ele insista no despautério de invadir um país vizinho desestabilizando a geopolítica da região.

Apenas por causa das ameaças, o governo da Guiana já se posicionou buscando estreitar sua cooperação na área de segurança com os Estados Unidos. E isso é outro temor dos militares brasileiros: o de que, americanos instalem uma base militar na região. “Isso poderia causar um desequilíbrio na segurança do continente. Seria uma força externa, aqui, na nossa fronteira”, explica um desses militares. E, num hipotético ataque venezuelano, não há dúvidas de que os Estados Unidos socorreriam o aliado na América do Sul. Além da ExxonMobil, que descobriu petróleo em águas que estão na disputa, muitas outras empresas norte-americanas estão atuando na região que, até 2028 poderá chegar a produzir 1,2 milhão de barris por dia. Com essa produção, o país se tornaria um dos 20 principais produtores de petróleo no mundo.

Essequibo, que a Venezuela reivindica, representa dois terços do território da Guiana em uma área de quase 160 mil quilômetros quadrados que é razão de uma disputa histórica entre os dois países há séculos. A região é rica em recursos naturais e fez com que o país se tornasse atualmente o que mais cresce na região. Hoje, a Guiana, um país com 800 mil habitantes, tem as maiores reservas de petróleo per capita. Já a Venezuela tem as maiores reservas absolutas, embora sua capacidade de produção – por causa do colapso da estatal PDVSA – tenha diminuído de 3,4 milhões de barris/dia para 700 mil/dia.

ESTADÃO

20 respostas

  1. Como disse o comentarista na outra postagem:

    SAO OS 130 DE ESPARTA.

    Devem ser so quids pretos. Vão fazer aquela carona feia, contar historia no churrasco e todos terao medo.

  2. Clima propício pra mexer na política de pessoal: aumento no soldo dos praças, equivalência do CAS, correção da data prescrição férias de recruta, etc…

  3. Rsrsrsrsrsrsrsrsrsrs

    Prepara Cal, vassouras e muita abelhinha.

    Já vi faxina pré coronel

    Faxina pré general

    Faxina pré piloto de guerra americano herói no Iraque (quando desembarcou era um Ten) o General que foi deputado Federal por SP e não foi reeleito era o CMT da aviação e se recusou a receber o tenente, pois ele pensou que os EUA iria mandar o comandante da aviação de lá para prestar para os pilotos de combate aqui rsrsrrs

    Agora, faxina pré guerra é a primeira vez que eu vou ver.

    Obs: os blindados são para fazer a segurança do pessoal da faxina, mas eles tem que estar com pretinho na roda e óleo na lataria rsrsrsrsrsrs

  4. Hoje eu decrescimo como o pessoal me chama. Vou novamente reiterar passar a caneta no Inc 1370 não significa promoção que uns invejosos, recalcados e mal amados vem espalhando aqui no blog e não condiz com a verdade. Primeiro peço que leia o Inc 1370. E no próprio lá diz que depois de ser assinado tem que fazer o requerimento pessoal da reserva na sip vinculada e da ativa cada um na sua om. Em primeiro lugar qualquer lei depois de passar no congresso e o presidente assinar demora 90 dias para sair. Mas como. Os invejosos ,recalcados e mal amados sempre estão contra chegam a largar Fakes,para depois falaram mal dos QEs ficam atendos as mentiras pregados dos se acham que estão acima da lei e de Deus. Peço a cara um que comecem a prestar atenção de quem está falando promoção dia 9 de dezembro?! Impossível e olha com muito esforço mesmo assinando esse ano nem em março do ano que vem seria possível devido ao próprio INC 1370. Porque as pessoas depois da lei ainda tem que fazer o requerimento. Por isso falo que não há de sa falar em despesas que ficam inventando os contra que acham que o mundo pertence a eles. Todos nós estamos de passagem aqui na terra. Seria bom esse pessoal rever seus conceitos. Pois nada melhor que um dia após o outro. O tempo é o senhor absoluto da razão.

    1. Você olhou o título da materia, vou repetir para você: “Ministério da Defesa envia veículos blindados para a fronteira com a Venezuela”. Relaxa e muda o disco. Ainda faltam 5 dias para o dia 9/12.

      1. Você escreveu com tanta ironia, se divertindo, escrevendo sem conexo. E olha só essa, quem escreveu:

        “todos os sargentos do Quadro Especial serão promovidos a subtenente. A data final é 9 de dezembro”.

        Aguardemos.

    2. “Promoção em 9/12”
      Você, tu Decréscimo que afiançou!
      Não só enunciou esta data, como a repetiu varias vezes.
      Vc sempre esteve muito “ALÉM DA BORDA da TERRA”!
      Sinto muito, mas essa é a verdade.
      Antes, mesmo desconexos, seus comentários eram divertidos.
      Porém, ultimamente, com a proximidade da farsa do 9/12, tornaram-se desesperados, atormentados, patéticos.
      Des-Crédito em total conspurcação.

  5. Tenho certeza de que o nosso exército saberá se conduzir, nessa discussão, com a diplomacia que já é marca registrada de nossos militares. Nosso irmão e estadista venezuelano Nicolás Maduro, na qualidade de democrata que é, saberá respeitar o povo da Guiana seguindo os exemplos de moralidade e honestidade de nossos governantes, começando pelo nosso futuro ganhador do prêmio Nobel da Paz, o presidente Lula, em seguida o nosso supremo ministro, super campeão de justiça, Alexandre de Morais e por fim, o nosso ministro da justiça e futuro ministro do STF, Flávio Dino. Sob a inspiração desses homens definindo o rumo e o comando olhando como águia a rota ser seguida, não tenho nenhuma dúvida: o Presidente da Venezuela continuará admirando com apreço o nosso governo.

  6. Mandar estes blindados novos, que são bons, não passa de perda de tempo, dinheiro e propaganda barata, a não ser que algum destes carros tenham baterias antiaéreas capazes de derrubar um Sukoi.

    General, Para tudo que está fazendo e faz um curso de Cabo!

  7. Os blindados chegarão em 30 dias. Que falta nos faz a ferrovia Norte-Sul. O tempo do percurso seria bem menor. Até lá, torçamos para que não ocorra nenhum ataque.

  8. Um exercito desse nao é serio.
    Tempo estimado de transporte, um mes.

    Esperaram ate quando?

    Um mes? Álvares Cabral levou exato um mes da costa africa a a porto seguro.

  9. 1 mês para chegar…

    Kkkkkkkkkkkk

    Parece até a guerra do Paraguai.

    O Brasil está completamente indefeso. É tudo embuste.

    Melhor voltar a pintar meio-fio e ficar debaixo do guarda-chuva dos EUA ou China ou alguma outra potência como o país sempre fez. Deixa esse papo de guerra para quem realmente é profissional.

  10. Adianta mandar material sem capacitação? Cadê a tal Força de Prontidão? “Criar um Regimento na coxa”! Equipar uma Brigada de Selva com os Blindados mais Modernos da Força sem levar em consideração a Logística! Só pra formar um motorista/comandante de carro de um Guarani leva uns dois meses, atirador de Remax tbem leva uns dois meses. Não estou nem falando do sistema rádio os RF 7800 V das viaturas, esses ficam de enfeite porque a tropa nunca aprende.

  11. Hoje o exército brasileiro bate continência para os guerrilheiros comunistas que antes ele combatia. Que humilhação maior o exército pode sofrer…? No comando um preso corrupto e guerrilheiro comunista descondenado fora das quatro linhas da constituição pela ditadura do STJ corrompido que conseguiu absolve-lo pela inatividade dos poderes, esses que estão em conluio com “la guerrilla” comunista de quinta categoria que vocês militares presta continência. Para onde seguimos neste contexto. Eu tenho vergonha não tá tô quantos os receitas que servem aos comunas que tomaram conte deste paizinho medíocre. Hoje a maioria não quer levantar o cú de suas mesas, grandes borra botas recheado de estrelas que preferem prestar continência a bandidos do que combatê-los. Este país é tão medíocre que a nossa democracia permite ter uma bancada inimiga no poder. Sim, o maior absurdo de todos é um partido democrático combater o comunismo e ter um partido comunista disputando suas cadeiras. Retardados mentais, imbecis, existe todo o tipo de imbecis neste paizinho de merda. O brasil 3 realmente uma grande piada de mau gosto.

  12. Eita não vejo a hora, como bom Bolsonarista e defensor da pátria, irei voluntáriar para esse embate, se der tudo errado, queimarei pneus e suplicarei aos alienígenas por ajuda, Deus pátria e a família Bolsonaro sempre.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo