Waze, rede Wi-Fi, passagens e leilão online: as provas do esquema de negociação de joias de aliados de Bolsonaro

Tenente-Coronel Mauro César Barbosa Cid. CPMI - 8 de Janeiro - 11.07.2023 Foto: Geraldo Magela/Agencia Senado

Por Daniel Gullino — Brasília

A Polícia Federal (PF) listou uma série de provas do suposto esquema de negociação de joias feitos por aliados e auxiliares do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Além de inúmeras trocas de mensagens e áudios, a PF listou diversos outros elementos, incluindo registros de localização nos aplicativos Waze e Uber, conexão na rede Wi-Fi de uma loja de relógios, comprovantes de compra e de saque, passagens aéreas e o leilão online das peças.

Esses elementos foram citados na decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que autorizou mandados de busca e apreensão cumpridos nesta sexta-feira em endereços do general do Exército Mauro César Lourena Cid, pai do ex-ajudante de ordens Mauro Cid; do tenente do Exército Osmar Crivelatti, que atua na equipe do ex-presidente; e do advogado Frederick Wassef, que já defendeu Bolsonaro e seus familiares.

Procurada pelo GLOBO, a defesa do ex-presidente Jair Bolsonaro informou que está analisando os elementos apresentados pela Polícia Federal para se manifestar sobre o tema.

Confira as provas listadas:

Comprovante de venda

Em junho de 2022, Mauro Cid aproveitou uma viagem oficial de Bolsonaro aos Estados Unidos para vender dois relógios que haviam sido recebidos pelo então presidente, das marcas Rolex e Patek Philippe. O tenente-coronel guardou um comprovante da compra em seu armazenamento de nuvem. O documento mostra que os relógios foram vendidos por US$ 68 mil.

O dinheiro da venda foi depositado em uma conta de Mauro Lourena, pai de Cid. No dia anterior à venda, Lourena enviou ao filho dados da conta que seria utilizada na transação.

Documento registra comprovante de venda de de relógios — Foto: Reprodução
Documento registra comprovante de venda de de relógios — Foto: Reprodução

Waze e Wi-Fi

Além do documento, a PF também comprovou que Cid esteve no local por dois rastros que ele deixou. Na data, ele buscou no aplicativo Waze — utilizado para direções — um endereço do shopping onde fica a loja, especializada em vendas de relógios novos e usados. Depois, utilizou a rede de Wi-Fi da loja.

Metadados

Cid tinha fotos de um conjunto de joias da marcha Chopard, enviados pelo governo da Arábia Saudita a Bolsonaro. Os metadados — um conjunto de informações de um arquivo — mostram que as fotos foram tiradas na casa do militar, no Setor Militar Urbano (SMU), em Brasília. O registro foi feito no dia 19 de dezembro, a poucos dias do fim do governo de Bolsonaro.

Número de série de relógio

Em 2023, Cid e outros auxiliares de Bolsonaro tentarem vender o conjunto Chopard. A PF encontrou o artigo em um site de leilões, com a estimativa de arrecadação entre US$ 120 mil e US$ 140 mil. Foi possível identificar que era o mesmo kit por meio do número de série de um dos itens, o relógio.

Leilão online de conjunto de joias recebido por Bolsonaro — Foto: Reprodução
Leilão online de conjunto de joias recebido por Bolsonaro — Foto: Reprodução

Código de rastreio

O leilão, contudo, falhou por falta de compradores, e o conjunto de joias é enviado de Nova York, onde fica a loja, até a Flórida, onde Bolsonaro estava hospedado. O tenente-coronel envia um código de rastreio do pacote para Osmar Crivelatti. O código que foi checado pela PF no site da empresa. Quando Crivelatti confirma a entrega, Cid comemora em uma mensagem: “Ufa”.

Registros de passagens

Quando o Tribunal de Contas da União (TCU) se preparava para determinar a entrega dos presentes recebidos pela Arábia Saudita, os auxiliares de Bolsonaro começam a preparar um esforço para retomar os itens vendidos.

No dia 11 de março de 2023, o advogado Frederick Wassef embarcou em um voo saindo de Campinas (SP) em direção a Fort Lauderdale, na Flórida. No mês dia, trocou mensagens com Cid.

Em paralelo, Cid conversava com o ex-secretário de Comunicação Fabio Wajngarten, atual assessor de Bolsonaro, sobre a possibilidade de uma decisão do ministro Augusto Nardes, do TCU, ser revista, e mencionam Wassef na conversa. Inicialmente, Nardes determinou que o ex-presidente não poderia vender as joias. Depois, mudou sua posição e obrigou a devolução.

No dia 26, o próprio Cid saiu de Campinas e chegou na manhã do dia seguinte em Fort Lauderdale. Na noite do dia 27, embarcou em um voo de volta para Maiami e chegou no dia seguinte em Brasília.

Comprovante de saque

No dia 27 de março, quando estava nos Estados Unidos, Cid sacou US$ 35 mil de uma conta do BB Américas. O comprovante do saque foi apreendido na casa do tenente-coronel em Brasília.

Comprovante de saque de US$ 35 mil feito por Cid nos Estados Unidos — Foto: Reprodução
Comprovante de saque de US$ 35 mil feito por Cid nos Estados Unidos — Foto: Reprodução

Uber

No mesmo dia 27, houve há um registro no Uber de Cid do endereço de uma loja de joias em Miami. Na tarde deste dia, ele manda uma mensagem para Crivelatti: “Resolvido”. Depois, pede o envio do “cadastro dos presentes”, “caso seja parado amanhã”.

O Globo

26 respostas

    1. Fala PE tá com inveja dos 73% né? Kkkkkkk

      Se ao invés de ficar com inveja dos outros tivesse se unido por um aumento, talvez, teria saído uns 9%.

      Mas como alguns preferem ver o outro perder do que ganhar alguma coisa vamos ficar sem reajuste por 8 anos.

      Meritocracia mesmo tem os que não fizeram concurso, não fizeram CAS, Não fizeram “CHACAL” mas querem ganhar igual General.

  1. Como a petralhada no primeiro mandato do sapo barbudo cachaceiro:
    – se lambuzaram com o dinheiro fácil.
    Como ainda não tinham expertise no crime:
    – deixaram rastros, provas no caminho depravado do delito.
    Subtenente Acampamento: Barro!

  2. Nós faríamos ok com as jóias? Haja pulso e pescoço. A hora agora É d fazer política sem estar nela, aliás ok deveriam estar fazendo há muito tempo. Deixem pra este pessoal q aumentam o próprio salário e surrupiam a Bel prazer os nossos impostos c lambuzarem.

  3. Não defendo Bolsonaro e muito menos lula, mas umas perguntas a quem está criticando:

    1- Vc aí que vê a licitação fraudada com “química” na sua OM, pq não faz nada?

    2- Você que vive de CANETAF e vê sargentos e oficiais que não correm sequer 2400 e tiram “E” aumentando a sua valorização e sendo promovido na frente de quem não ROUBA no TAF, pq não denuncia?

    3- Vc que vê seu Cmt utilizar a Vtr para meios não previstos, pq não denuncia?

    4- Vc que vê essas sindicancias todas erradas, com datas retroativas etc etc, pq não denuncia?

    5- Você que vê Fortes, Clubes e quartéis Históricos servindo para festas de oficiais, Pq não denunciam?

    Eu sei pq, pois assim como o entorno de Bolsonaro, todos querem agradar o chefe para se beneficiar lá na frente, mas como não tem acesso ao bolo, ficam ROUBANDO nas migalhas.

    Não existe pecadao e pecadinho. VOCÊS, SEUS covarde que vEEM tudo isso nas suas OM e não fazem nada, comeCem a olhar no espelho, pois assim como os de cima, VCS SÃO FARINHA DO MESMO SACO.

    1. Excelente comentário! Tenho certeza que é de um praça que pensa, que ver além do Nariz. Infelizmente meu amigo é assim mesmo. Praças bajuladores, se matando, se comendo por migalhas. Contando pontos! Enfim, essa vergonha vc conhece.

    2. Não sabe por que eles não denunciam?

      Eu respondo: porque muitos numa OM se beneficiam com esse “sistema”, seja com benefícios grandes ou migalhas.

      Aí, se eles – que são a minoria – denunciam, serão perseguidos e pressionados diuturnamente.

      Quando o sistema “favorece” um grande número de “espertalhões” fica muito difícil reformá-lo

      É só vê o que aconteceu com aqueles da “lava jato” que tentaram inocentemente reformar o sistema.

      Entendeu? Ou precisa desenhar?

  4. Cidinho já está finalizado, só falta começar a falar. Pra piorar ainda tem o Silvinei e o hacker. Cadê os bolsonarista daqui pra darem aquelas justificativas?

  5. Todos militares que orbitaram no primeiro escalão militar do governo bolsonaro.
    Que conspiraram, dobraram a espinha, idolatraram o Messias:
    – preparem pra coçar o bolso com escritórios de advocacia.
    A caça as bruxas e bruxos será insana.
    Tempo, Senhor Absoluto Da Razão.

  6. Como se diz no rio Grande! “Que chinelagem”! Isso pq teve as melhores benesses da carreira! Suponhamos que o presente legalmente fosse dele! Continuaria sendo algo muito baixo, muito rasteiro! Presente nao e para vender, acredito que e fakta de respeito com quem presenteou! Acho bom essas coisas vir a tona! E feia mas e a verdade!

  7. Desde 2020 eu sempre dizia; lula é corrupto, mas o bozo e sua equipe chegou com dez vezes mais sede ao pote e para tal criou o orçamento secreto para viabilizar o seu plano diabólico!!

  8. O Alto Comando já marcou uma reunião com urgência com todos os comandantes no posto de Oficial General para conter esta imoralidade que assola a Instituição! A reunião está marcada para acontecer em Camboriú, mais precisamente na praia do Pinho e não precisam se preocupar com o traje. Para evitar vazamentos pelo WhatsApp a reunião foi marcada pelo Tinder.

  9. A única ironia e q há uma fila de questões pro judiciário e querem sentenciar as de cima…e o povo vendo os políticos aumentarem como querem seus vencimentos e blindagem e gastando nossos impostos como quiserem. Ah! Mas os presentes…

  10. na reportagem, dá para ver a mansão do general negociante, enquanto uma horda de endividados corre atrás do prejuízo. Meia dúzia de caquéticos decidiram como seria fatiar o dinheiro das pensionistas e do pessoal da lacuna. Ninguém tapa a luz do sol com uma peneira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo