8/1: em depoimento, PM diz que soldados do Exército “corriam do local” enquanto o Planalto era saqueado

Militares na invasão do Planalto

PMs acusam Exército na Justiça de impedir acesso ao Planalto no 8/1
Em depoimentos à Justiça, policiais militares disseram que soldados do Exército fugiram enquanto o Palácio do Planalto era saqueado

Eduardo Barretto
Policiais militares afirmaram à Justiça que soldados do Exército tentaram impedi-los de entrarem no Planalto durante o 8 de janeiro e até fugiram do local enquanto o palácio era depredado. Os depoimentos foram colhidos em julho, no âmbito de um processo na Vara de Auditoria Militar do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT).

Os relatos foram citados em uma decisão do último dia 2, quando o TJDFT absolveu o segundo-tenente da PM do DF Marco Teixeira pelo crime de lesão leve. O juiz atendeu a um pedido do Ministério Público do DF.

Teixeira disse no depoimento que “assumiu o comando do pelotão do Exército, uma vez que eles estavam correndo do local”. O tenente Diego Alves, por sua vez, apontou “resistência de militares do Exército para que os policiais entrassem no edifício”. Já o major Gustavo Cunha relatou que, apesar de o Exército estar dentro do Planalto, “quem controlou a situação foi a PM”, e que todas as prisões foram feitas pela polícia.

Os depoimentos reforçam as contradições de um inquérito militar em que o Exército isentou as tropas de responsabilidade nos atos golpistas. A conclusão dos militares também não para em pé se confrontada com um vídeo em que um PM deu 10 ordens em 40 segundos aos soldados do Exército no Planalto, que seguiram apáticos.

Há ainda um depoimento de um servidor à Polícia Federal que narrou diversos momentos em que militares do Batalhão da Guarda Presidencial, do Exército, confraternizaram com os extremistas e agiram pacificamente enquanto a sede do Executivo era saqueada.

Guilherme Amado(METRÓPOLES)

12 respostas

    1. Quando acho que estamos no fundo do poço…. Incrível como, para humilhar, perseguir e constranger os subordinados, dentro dos quartéis todos são leões.

    2. Mas que palhacada né dona PM, agora a culpa é do Exército por tudo… tudo agora é culpa do Exército…. deviam tomar vergonha, estavam lá e não fizeram o traballho de Vcs e vme com mentiras… mas que feio né ?

      é incrívle a dispeita da PM com os Militares, que estranho né ? Vão tomar vergonha e assumam seus erros.

  1. É o que são treinados:
    Correr bastante
    Pintar o meio fio
    Imobilidade nas formaturas semanais pra ouvir o tenente coronel compartilhar sua sabedoria e
    Pintar meio fio

  2. Extremistas, terroristas etc…discursinho batido dos extremos canhotos que não querem concorrência…

    uma sucessão de erros e de despreparo para uma situação como a do dia 8/1, e o “caneco” do Exército (segundo a imprensa “os soldados”) é o que leva toda a culpa.

    Até agora a culpa é somente do EB, mas a PMDF que não isolou a Praça dos 3 Poderes está suave e incólume.

    Os verdadeiros culpados (políticos) desse episódio ainda não apareceram…e nem vão aparecer…

    1. Jovem, não adianta passar pano. O acampamento estava em frente ao QG. haviam familiares de militares lá (esposas, filhos, mães e pais). Dia 07/01 a PM foi lá desmontar o acampamento e haviam três guaranis na rua impedindo a ação policial.

      Mas a culpa é da PM que não cercou a esplanada? Não seja desonesto

      1. Que anônimo disse está mais que correto, a PM de força inteligente tentou resolver o problema, além dos manifestantes, tinha esse tal de três guaranis e um general valente com uma tropa maior para chamar e que supostamente era o dono da área de acampamento, mandava e desmandava, e agora queriam que a PM fosse 100% de eficiência cercando a esplanada e Combatendo os manifestantes sozinha. então para que serve o GSI, para que servem as instituições, além da PM, que estevw na linha de frente, com outros órgãos , debatendo, verificando, tentando resolver a situação para não chegar a esse ponto…todos sabem que a PM é legalista, deu voz de prisão, deu ordens, teve profissionais feridos, inclusive o Cmt da PM, e um cavaleiro caiu, se alguém se omitiu, certamente no meu ponto de vista não foi a PM.E quanto a eficiência, eles estão de parabéns. Até porque respeitam a outra instituição, e as ordens dadas foram legais, no sentido de resolver a situação que se apresentava a cada momento, bem como não terem agido com violência em acampamento e respeitando militar mais antigo que de forma arrogante, protegeu os manifestantes. Hora essa ” tenho uma tropa maior”, isso não é briga de gangues, nem de tribos selvagens, para existir ameaças veladas e divulgadas nas midias, são militares e as ordens devem ser claras, de acordo com a necessidade dos fatos e dentro da legalidade. Então não vem com não cercou, não protegeu, não resolveu, não fez tudo sozinho por isso deu errado …

      2. E quem disse ao Sr que no acampamento havia extremistas ? De onde o Sr se informa ? GLOBO lixo ?

        Que lindo a PM agora vem dizer que Soldadso estavam correndo, e o pior, um bando de manés sem informações apoiando… Mas que bonito né ? Que papel mais ridículo…

        Agora a culpa é do Exército… Tudo é do Exército … Tomem vergonha que ta ficando feio.

  3. “Deixe de frouxura e comande sua tropa”
    kkkkkkK

    Chama na acao real que nao fica um brabo pra contar historia.

    Faz-de-conta

    Campeoes de ordem unida

  4. Que situação vexatória essa do dia 8 de Jan,de 2023. para o Exército, como militar reformados vejo tudo isso como muita tristesa, Tudo culpa do Bolsanaro, que não aceitou resultado das eleições,,, ,democracia é isso, quem ganha leva, quatro anos passa rápido, e o Bolsonaro podia esperar, que ganharia mole em2026 Agora commplicou, pois tormou se inelegivel.Triste Não.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo