Exército não vai se opor sobre Cid usar farda na CPI do 8/1 da CLDF

Tenente-Coronel Mauro César Barbosa Cid. CPMI - 8 de Janeiro - 11.07.2023 Foto: Geraldo Magela/Agencia Senado

Caso compareça fardado na CPI do 8 de janeiro da CLDF, o ex-ajudante de ordens do ex-presidente Bolsonaro não será barrado pelo Comando do Exército

Pablo Giovanni
O Comando do Exército não vai se opor, caso o ex-ajudante de ordens do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), tenente-coronel Mauro Cid, decida depor na CPI do 8 de janeiro na Câmara Legislativa (CLDF), usando roupa militar.

A sinalização ocorre no momento em que o Exército é pressionado pelo Ministério Público Militar (MPM) por ter supostamente orientado Cid a depor fardado na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investiga os ataques golpistas de 8 de janeiro.

Interlocutores do alto comando das Forças Armadas detalharam à reportagem que, apesar de Cid não ter sido orientado a depor fardado na CPMI, em nada implica o aparecimento de quaisquer militares da ativa em comissões parlamentares. “O general Dutra compareceu à CPI fardado. Sem motivos para o Cid ser diferente”, disse um integrante.

Ou seja, a decisão se caberá ou não ir fardado ao depoimento marcado para 24 de agosto, será do próprio Cid. A liberação para que o ex-ajudante de ordens de Bolsonaro compareça deverá ser referendada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes.

Fardamento

O MPM pediu explicações ao Comando do Exército sobre a orientação para que Cid utilizasse farda no depoimento dele à CPMI, em 11 de julho.

A decisão foi do procurador-geral de Justiça Militar, Clauro Roberto de Bortolli, em resposta à solicitação de informações protocolada pela deputada federal Luciene Cavalcante (PSol-SP). A parlamentar argumentou que o uso da farda por Cid, durante depoimento como testemunha por envolvimento em um crime, acaba “maculando a imagem da instituição”.

Luciene disse ainda que o requerimento de convocação aprovado pela CPMI não envolve o Exército na justificação, não havendo motivo, portanto, para a orientação do uso da farda. O procurador acatou o pedido, e deu o prazo de dez dias para que o Comandante do Exército, General Tomás Paiva, esclareça a orientação dada pela Força.

CORREIO BRAZILIENSE

12 respostas

  1. Nem pode!!! Ele é do Exército, da ativa e recebe para isso, não importa as circunstâncias. O Exército se transformou em uma espécie de camaleão, muda de cor para se esconder.

  2. As forças armadas é apenas um órgão da administração pública direta, tendo como comandante Supremo o presidente da República.

    Quem deve dar as ordens para ir com uniforme ou não seria o Presidente da República, o congresso deve consultá-lo.

    A tropa é o espelho do chefe.

    CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988

    Art. 84. Compete privativamente ao Presidente da República:

    XIII – exercer o comando supremo das Forças Armadas, nomear os Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, promover seus oficiais-generais e nomeá-los para os cargos que lhes são privativos;

  3. Nem deve. A imagem da instituição Exército Brasileiro, perante a opinião pública, já foi jogada na lata do lixo do desgoverno desastroso de Jair Meçias Bolsonaro. Vai Demorar décadas, talvez séculos, para apagar a imagem de mercenários, de arrogância, de mentiras, de individualismo, de falta de ética e moral da instituição de Caxias. Lamentável. E pensar que tudo isso foi por dinheiro.

  4. Deve ser horrivel e talvez vergonhoso para as Forças Armadas, não ter uma Praça para cuulpa-lo, puni-lo “exemplarmente” para depois apurar.
    Vergonha Alheia.

  5. A cada dia que esse cidadão ostenta a farda que tanto vilipendiou está achincalhando o Exército. Ele não tem orgulho a farda e sim está transformando-a em salvo conduto e tentando intimidar a todo mundo. Ressalto que se fosse uma praça ou oficial subalterno ou Intermediário ou um superior sem patriarcalismo tomaria uma cadeia por ostentar a farda. O que o chororô do pai não ta fazendo, contudo ele sabe que a espada da Deusa Themis está atravessada no pescoço de seu filhinho.

    1. … apenas ressaltando olha a comparação dele – oficial superior do meio do círculo – ir fardado, com a do General Dutra, chega a ser esdrúxula, pois está alegando, mesmo que, reflexamente, esse “cidadão” representa sua Forças.

        1. Não é frustração nada, o que o camarada falou é apenas a verdade. Sempre quando alguém critica ou fala a verdade vem com este Papinho de frustrado.

        2. Você deve ser aquele “Chaleira” que quando sai aquela fotinha do almanaque aparece segurando algo por debaixo de alguém. SE fosse produtivo braçal ou mentalmente, não ficaria desse jeito. Para de babar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo