MP Militar denuncia coronel que xingou o Exército enquanto participava dos atos de 8 de janeiro

Coronel em Brasília

Coronel da reserva xingou oficiais das Forças Armadas em vídeo que circula nas redes

O Ministério Público Militar denunciou por injúria o coronel da reserva Adriano Camargo Testoni. O oficial gravou um vídeo, enquanto participava dos atos golpistas de 8 de janeiro, xingando o Exército com expressões como “merda” e afirmando que eles davam “vergonha”. O caso corre na Justiça Militar da União, que ainda não decidiu se aceita a denúncia.

A denúncia, protocolada pela 1ª Procuradoria de Justiça Militar em Brasília, diz respeito ao material publicado pelo coronel da reserva em que ele critica o Exército, a quem também se refere como “bando de filhos da p***”. O Exército concluiu o inquérito militar em 24 de fevereiro, a partir de quando passou a caber ao MPM apresentar denúncia.

— Vão tudo tomar no c*. Vanguardeiros de merda. Covardes. Olha o que está acontecendo com a gente — diz Testoni em uma das gravações feitas no dia 8 de janeiro, ao lado de uma mulher. — Esse nosso Exército é uma merda.

À época, Testoni atuava como assessor da Divisão de Coordenação Administrativa e Financeira do Hospital das Forças Armadas, mas foi demitido diante da repercussão do vídeo. Pouco depois da publicação, ele compartilhou um pedido de desculpas nas redes, em que afirmava que estava envolvido pela emoção quando realizou e divulgou a gravação.

O Globo

17 respostas

  1. Ah, se fosse um graduado.
    Já teria sido excluído a bem da disciplina sumariamente.
    Esse Desajustado será condenado, cumprirá 1/3, recorrerá e por fim, terminará em pizza.

  2. Tendo por exemplo o caso Pazuello, não vai dar em nada.

    Muitos coronéis, Militares em geral, ficaram Machões no governo passado, confrontados com a verdade a macheza era maior ainda. Tiveram que colocar o rabo no meio das pernas e baixar a cabeça, conheci alguns, e hoje, quando vistos de costas caminhando, ficam com as nádegas balançando.

  3. Mais um que se deixou levar pelas loucuras Bolsonaristas. Praticando crime, mas cegamente iludido achando que estava defendendo a nação e a democracia.

  4. Sempre servi na Tropa, Batalhões.
    No final da carreira serivi numa Brigada.
    Havia um monte de CEL e TCEL, só assim constatei o quanto tem oficiais superiores tão limitados intectualmente, sem qualquer aprimoramento técnico profissional e sem preparo emocional
    Inteligência emocional limitada.
    Estamos a cada década descendo de patamar por parte deste segmento militar.

    1. Servi por duas décadas no Forte Apache em Brasília.
      90% dis oficiais superiores são extremamente fracos.
      Preguiçosos, acima do peso e desvocacionados.
      São poucos que realmente estão preparados e querem alguma coisa.
      A Força Terrestre nunca esteve tão mal como hoje.

  5. Aquela coragem extravasada no vídeo, será agora transformada em algum episódio de transtorno psicológico. Vai declarar que nem lembra mais daquilo. O advogado dele vai apresentar laudos e mais laudos confirmando que ele está “doente”.

    Em caso de guerra, como faremos com chefes assim???

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo