Escolha uma Página

Octavio de Lazari lembra período em que foi soldado e diz que ‘missão dada é missão cumprida’

Às vésperas do início de uma campanha eleitoral em que o capitão reformado Jair Bolsonaro (PL) buscará novo mandato, o diretor-presidente do Bradesco, Octavio de Lazari Jr., gravou um vídeo em que enaltece o Exército e a formação militar que recebeu.
Octavio de Lazari, CEO do Bradesco, em evento de dirigentes de bancos em 2019 – Zanone Fraissat/Folhapress
“Sou o CEO presidente do banco Bradesco, onde trabalho há 43 anos”, começa ele. “Mas há quatro décadas, eu me apresentava assim: soldado 939 Lazari, ao seu comando”.
No vídeo, de quase três minutos, Lazari relata que serviu como militar durante um ano, em 1982. “E que privilégio foi servir ao nosso Exército brasileiro”, prossegue. Ele lembra ainda que serviu no mesmo quartel que seu pai.
“Aprendi muita coisa e reforcei os valores que eu com muito orgulho já trazia da minha casa”, acrescenta, dizendo que os dias de quartel se tornaram uma referência para sua vida.
Lazari afirma ainda que o serviço militar é um marco para jovens de 18 anos de idade. As qualidades aprendidas, afirma, são retidão, determinação, respeito, confiança, união e disciplina.
“Esses princípios foram fundamentais para que eu pudesse construir minha carreira”, afirma. Ele diz ainda que no Exército se aprende que “não se deixa ninguém pelo caminho”, e termina repetindo um bordão dos militares: “missão dada é missão cumprida”.
Procurada, a assessoria do Bradesco afirmou que o depoimento é uma iniciativa pessoal do presidente do banco.
“O atual comandante do quartel onde ele serviu o convidou para um almoço e Octavio gravou esse vídeo. Algo pessoal, apenas para entregar ao comandante”, diz o banco, que afirma também não ter divulgado a gravação.

FOLHA DE SÃO PAULO/montedo.com

Skip to content