Escolha uma Página

Em entrevista a uma rádio gaúcha, o general disse que a medida tomada pela Corte está em “desacordo com o devido processo legal”

Mariana Costa
O vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos) teceu críticas, na manhã desta sexta-feira (13/5), às últimas decisões do Supremo Tribunal Federal (STF), em especial as relacionadas ao deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ). Segundo o general, a condenação do parlamentar foi um “verdadeiro ataque à democracia”.
Em entrevista à rádio Guaíba, do Rio Grande do Sul, o vice-presidente disse que vê com “extrema preocupação o que tá acontecendo”. Para Mourão, após uma série de envolvimentos em corrupção, de membros do Legislativo, o Judiciário cresceu com certo “poder”, que rompeu a “harmonia e o equilíbrio do que está acima do processo democrático”.
O general também afirmou haver um desencontro de informações e interpretações no Judiciário, porque há uma polarização de opiniões dos magistrados.
“A lei é para nós cidadãos comuns. Temos que entender o que podemos e o que não podemos fazer. A partir do momento que o magistrado A interpreta a lei de uma maneira e o magistrado B de outra maneira, a gente não sabe mais o que faz, e é isso que vem acontecendo”, argumentou Mourão.
METRÓPOLES/montedo.com

Skip to content