Escolha uma Página

Em nota divulgada ao público interno nesta terça(12), o Exército informou que foram adquiridas apenas três próteses penianas em 2021.

ESCLARECIMENTO AO PÚBLICO INTERNO
AQUISIÇÃO DE PRÓTESES PELO EXÉRCITO

O Centro de Comunicação Social do Exército esclarece que foram adquiridas apenas 3 (três) próteses penianas pelo Exército Brasileiro, em 2021, para cirurgias de usuários do Fundo de Saúde do Exército (FUSEx) e não 60 (sessenta), conforme foi divulgado por alguns veículos de imprensa. A quantidade de 60 (sessenta) representa a estimativa constante na ata de registro de preços e não efetivamente o que foi empenhado, liquidado e pago pelas Organizações Militares de Saúde. Cabe destacar que os processos de licitação atenderam a todas as exigências legais vigentes, bem como às recomendações médicas.
Informamos que o Sistema de Saúde do Exército, que atende cerca de 700 mil pessoas, tem como receita recursos do Fundo de Saúde do Exército, composto por contribuição mensal de todos os beneficiários do Sistema e da coparticipação para o pagamento dos procedimentos realizados.
Por fim, é atribuição do Sistema de Saúde do Exército atender a pacientes do sexo masculino vítimas de diversos tipos de enfermidades que possam requerer a cirurgia para implantação da prótese citada.
EB/montedo.com

A leitura é clara
Tanto o deputado Elias Vaz como o senador Kajuru são de Goiás e encontraram um nicho promissor para fustigar as Forças Armadas. Obviamente, o pano de fundo é a sucessão estadual, cenário em que ambos são ferrenhos opositores da candidatura do major Vitor Hugo.
É de uma clareza cristalina que a confusão entre estimativa de preços, empenho e liquidação é proposital.

Skip to content