Escolha uma Página

Cláudio Humberto
Na campanha presidencial de 1950, o ex-ditador Getúlio Vargas acabaria eleito. O País estava intranquilo e prosperavam os boatos sobre a insatisfação dos militares com o seu retorno ao poder. Filha de assessora de Getúlio, Alzirinha Vargas estava preocupada e quis saber sobre o futuro de tudo aquilo: “Papai, o que farão as Forças Armadas?” Getúlio respondeu, entre uma baforada e outra, com sabedoria: “Farão continência, minha filha, farão continência…”
Poder sem pudor (DIÁRIO DO PODER)/montedo.com

Skip to content