Escolha uma Página

A Ucrânia deu aumento salarial de 30% aos militares das Forças Armadas em meio à guerra que o país enfrenta contra a Rússia. A medida foi tomada com urgência pelo ministro da Defesa da Ucrânia, Oleksiy Reznikov, e passa a valer a partir de 1º de março.
De acordo com comunicado divulgado pelo ministério hoje, todos os militares que ainda não receberam um aumento este ano receberão um aumento salarial de 30%. “No ano passado, nos comprometemos a começar a aumentar a segurança financeira dos militares em 2022. O decreto relevante foi assinado pelo presidente da Ucrânia”, comentou o ministro da Defesa.
Diversas contas oficiais e de apoio à Ucrânia nas redes sociais mostraram hoje homens em longas filas para fazer o alistamento militar no Exército do país, bem como em postos de doação de sangue para os militares que precisarem, após a invasão da Rússia no território durante a madrugada de ontem (horário local).
As filas se formaram um dia depois de a Ucrânia pedir que seus cidadãos apoiem o seu Exército e a economia do país após a invasão da Rússia. Junto ao texto, a Ucrânia colocou um link para uma nota no site do governo no qual pede doações financeiras para os fundos do país que serão destinados ao “apoio logístico e médico das Forças Armadas da Ucrânia”. Os valores podem ser enviados para conta bancária do Ministério da Defesa da Ucrânia.
UOL/montedo.com

Skip to content