Escolha uma Página

Presidente disse que especulações sobre nomes para compor a chapa são “pregações à imprensa” dos próprios aliados “querendo se cacifar”

Mayara Oliveira
O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse nesta segunda-feira (6/12) que ainda não escolheu quem será seu vice nas eleições do próximo ano. A declaração ocorre em meio aos rumores de que o chefe do Executivo estaria cogitando o atual ministro da Defesa, Walter Braga Netto, para compor a chapa.
Durante conversa com apoiadores, no Palácio da Alvorada, Bolsonaro afirmou que quem “pregou para a imprensa” é gente “querendo se cacifar”. O chefe do Executivo federal afirmou que considera o vice como um “casamento”, e que quem vier a ocupar o cargo precisa ser uma pessoa que “não dê trabalho e que some”.
“Acertei com Valdemar [Costa Neto, presidente do PL] muita coisa. Não está escolhido o vice. O vice quem vai escolher sou eu. Essas notas que estão pregando na imprensa a gente sabe quem tá pregando, lamentavelmente, para tumultuar. É gente nossa, tá. Não foi invenção. Essa não foi invenção da imprensa, foi pregação de gente nossa. Gente querendo se cacifar. Agora, vice eu considero como casamento. Tem que ser uma pessoa que não te dê trabalho e que some. E, às vezes, mesmo pensando nisso o tiro sai pela culatra. Imagine deixar na mão de terceiros escolher”, declarou Bolsonaro.

Bolsonaro x Mourão
Apesar de não ter citado o nome de Hamilton Mourão, Bolsonaro e o atual vice-presidente têm se afastado ao longo do governo. Em junho, Mourão chegou a dizer que “sente falta” de se reunir com o mandatário do país.
Em dois anos de governo, o general e o capitão reformado do Exército têm tido várias posições diferentes – o que, segundo interlocutores, não tem agradado o chefe do Executivo.
Bolsonaro já afirmou que não deve continuar com o atual vice-presidente nas eleições de 2022. Em julho, o presidente disse que “vice bom é aquele que não aparece”.
METRÓPOLES/montedo.com

Skip to content