Escolha uma Página

Ministro do STF afirmou estar “perplexo” com decisão do comandante do Exército de não punir o general Eduardo Pazuello

Juliana Barbosa
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello afirmou estar “perplexo” com a decisão do comandante do Exército, general Paulo Sérgio, de arquivar o procedimento disciplinar que apurava participação do general Eduardo Pazuello em um ato político ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), no Rio de Janeiro, em 23 de maio. O processo terminou sem punição ao ex-ministro da Saúde.
“Preocupa-me quanto à preservação da disciplina e hierarquia nas Forcas Armadas”, afirmou Marco Aurélio, o atual decano (ministro há mais tempo no cargo) do STF, ao Metrópoles.
“Carreata de de motos, palanque, presidente da República, um deputado federal e um general da ativa, os que identifiquei na fotografia. O sistema não fecha. Estou perplexo”, disse o ministro do STF.
METRÓPOLES/montedo.com

Skip to content