Escolha uma Página

Venho por meio da presente mensagem esclarecer que as matérias publicadas no dia de ontem (27/10), em alguns veículos de comunicação, relativas à minha eventual nomeação como Comandante do Exército Brasileiro são totalmente infundadas e, certamente, baseadas em inverdades de caráter puramente especulativo e sensacionalista.
A minha transferência do serviço ativo do Exército para a reserva remunerada, a pedido, no dia 15 de julho de 2020, teve por principal objetivo desencorajar e evitar ilações dessa natureza. Reafirmo a minha sólida disposição em permanecer à frente da Secretaria de Governo da Presidência da República e lamento que tais notícias possam ter sido veiculadas.
O Exército Brasileiro, enquanto instituição de Estado, guardião das mais nobres tradições de nossa pátria, tão caro à minha pessoa e ao povo brasileiro, deve permanecer preservado desses tipos de divagações caluniosas.
Finalmente, reasseguro o meu orgulho e satisfação de integrar o time de Ministros do Governo Bolsonaro, constituído de membros íntegros e comprometidos com o Brasil, como permaneço convicto e certo do êxito na condução dos destinos do país por parte do Sr. Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro.
Luiz Eduardo Ramos
Ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República

Skip to content