Escolha uma Página
Wellington Dias afirma, em José de Freitas, que requisitou Exército caso policiais civis e militares deflagrem greve
Image title
Éfrem Ribeiro

Ao participar da inauguração do Anel Viário de José de Freitas (42 km de Teresina), na manhã de sexta-feira, o governador Wellington Dias, afirmou que falou com a presidente Dilma Rousseff para que o Exército faça segurança pública no Piauí em caso de greve dos policiais civis, militares e agentes penitenciários deflagrem greve pelo pagamento de reajuste salarial em apenas uma parcela.

“É melhor ter o pagamento do salário em dia do que não ter previsão de quando vai receber a remuneração porque o Estado ultrapassou a Lei de Responsabilidade Fiscal”, falou Dias.
“Já pedi a presidente Dilma para caso haja uma greve que ela deixe de prontidão as forças federais, o Exército, por exemplo, que tem três bases no Piauí, para dar proteção”, disse o governador após inaugurar a reforma da Unidade Escolar Pires de Castro, no bairro Itararé, zona Sudeste de Teresina.
Delegados da Polícia Civil e peritos já decidiram cruzar os braços a partir de segunda-feira . Uma reunião entre os delegados e o secretário estadual de Administração, José Francisco da Silva, o Franzé, tenta chegar a um acordo entres as partes para impedir a greve.
Os bombeiros e policiais militares farão uma paralisação na terça-feira. Eles cobram o cumprimento do reajuste previsto nos projetos de lei aprovados desde 2012, mas o governo alega que irá ultrapassar o limite de gasto com pessoal da lei de responsabilidade fiscal.
Portal meionorte/montedo.com
Skip to content