Escolha uma Página
Força Nacional e Exército assumem policiamento ostensivo em PE
Dois grupos da Força Nacional desembarcaram na capital pernambucana.
Operação do Exército ficará sob comando do general José Carlos De Nardi.
Blindados do Exército na praia de Boa Viagem (Giovana Cabral / Acervo pessoal)

Do G1 PE e G1 Caruaru

Agentes da Força Nacional de Segurança Pública e militares do Exército assumiram, nesta quinta-feira (15), o policiamento ostensivo em Pernambuco. Tropas já começaram a patrulhar ruas do Centro e subúrbio do Recife e cidades da Região Metropolitana, como Olinda. Em giro pela cidade, a reportagem do G1 encontrou soldados nas imediações do Parque 13 de Maio (área central), na Avenida Abdias de Carvalho (Zona Oeste) e rodovia PE-15, que corta vários municípios do Grande Recife.
Dois grupos da Força Nacional já desembarcaram na capital pernambucana nesta quinta. Os agentes se concentraram no Centro de Ensino Metropolitano II do Corpo de Bombeiros, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana, e de lá seguiram para o patrulhamento das ruas. Uma terceira tropa está prevista para chegar ao Recife no fim da tarde. Por questões de segurança, o governo do estado informou que não divulgará o efetivo de agentes e militares envolvidos na operação.
Militares começaram a patrulhar ruas de Olinda (Foto: Marcos Cirano/Acervo Pessoal)
Soldados detiveram suspeitos de participar de assaltos (Foto: Marcos Cirano/Acervo Pessoal)

Morador de Olinda, Marcos Cirano registrou o momento em que soldados detiveram suspeitos de participar de assaltos em série no município. “Dois jovens estavam assaltando quem passava pela Rua Maria Ramos e Avenida Alberto Lundgren, no Bairro Novo. Depois de tomarem uma mochila de uma estudante, eles foram pegos pelos moradores e, por pouco, não aconteceu um linchamento. Felizmente, em meio à confusão apareceram dois caminhões com vários soldados do Exército e levaram os assaltantes”, relatou.

Ainda segundo o Executivo estadual, as tropas do Exército em Pernambuco ficarão sob o comando do general José Carlos De Nardi, 70 anos, chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas. Natural de Farroupilha (RS), ele foi designado pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. O ministro e o general chegam ao Recife na tarde desta quinta para reunião com o governador João Lyra Neto (PSB), no Palácio do Campo das Princesas, Centro da capital.
Militares ocupam ruas do Centro da capital pernambucana (Foto: Marcos Cirano/Acervo Pessoal)
Militares ocupam ruas do Centro da capital pernambucana (Foto: Débora Soares/Acervo Pessoal)
O perfil do general José Carlos De Nardi, divulgado pelo governo de Pernambuco, informa que ele foi comandante do 3° Grupo de Artilharia Antiaérea de Caxias do Sul (1991 a 1992) e adido militar na embaixada brasileira em Santiago, no Chile (1994 a 1996). Em 2005, tornou-se comandante da 6ª Divisão do Exército, em Porto Alegre, sendo promovido a general do Exército um ano depois. Assumiu a chefia do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas em setembro de 2010, também passando a coordenar o conselho dos chefes do Estado-Maior das três forças.
Em junho do ano passado, o general esteve no Recife acompanhando a atuação do Eixo Defesa na Copa das Confederações. Na ocasião, De Nardi acompanhou os trabalhos do Centro de Coordenação de Defesa de Área e a integração das Forças Armadas com os Órgãos de Segurança Pública.
Interior 
Veículos dos Exército reforçam a segurança em Garanhuns (Foto: Divulgação/Exército)
Veículos dos Exército reforçam a segurança em Garanhuns, Arcoverde e Caruaru (Foto: Divulgação/Exército)
Tropas do Exército estão reforçando a segurança em municípios do interior de Pernambuco. Segundo o Comando Militar do Nordeste, os soldados lotados no 71º Batalhão de Infantaria Motorizado, localizado em Garanhuns, no Agreste, farão patrulhamento em Caruaru, Arcoverde e Garanhuns. As tropas contarão com veículos nos três municípios.
Não foi divulgado número de homens nem de veículos que farão este reforço em cada localidade. O Exército deve permanecer nas ruas até o fim da paralisação dos policiais militares. A medida foi solicitada pelo governador do estado, João Lyra Neto.
G1/montedo.com
Skip to content