Escolha uma Página
Para um veterano de guerra, em qualquer circunstância em que a família está reunida, é o momento perfeito para contar seus gloriosos feitos na guerra. O vovô veterano conta suas histórias (algumas são estórias) com tanta riqueza nos detalhes que seus filhos, netos, bisnetos, tataranetos, papagaio, cachorro e por aí vai, ao ouvir-lo, criam em suas mentes férteis o cenário em que se ocorre a história narrada. Pois bem, felizardos são os netos, bisnetos, tataranetos, papagaio e cachorro (e nós também) do veterano de guerra Weston Emmart pois usou o seu dom de desenhar durante a Segunda Guerra Mundial como terapia com um olhar não tão assombroso mas sim com um pouco de humor.
Emmart seguiu utilizando o seu dom no mercado publicitário e pintando com aquarela, faleceu em 2013 com 90 anos de idade.
Milico Ponderão/montedo.com
Skip to content