Escolha uma Página
Mariana Tokarnia*
Repórter da Agência Brasil
Brasília – O mediador internacional do conflito na Síria, Lakhdar Brahimi, avalia o envio de uma força de manutenção de paz ao país, informou o Conselho Nacional Sírio (CNS), principal força da oposição ao regime vigente.
“Um das ideias ponderadas, no quadro da iniciativa política, é o envio de forças de manutenção de paz, mas a questão está em fase de estudo”, disse Ahmad Ramadan, chefe do Gabinete de Informação do CNS, em Doha, no Catar.
Lakhdar Brahimi foi escolhido pela ONU e pela Liga Árabe e está em visita a vários países da região em busca de negociações. Ele se reuniu no fim de semana com representantes do CNS na Turquia e chegou hoje (15) a Bagdá, no Iraque.
“Quer se trate de uma força árabe ou da ONU, o essencial é pôr fim aos massacres”, disse em entrevista coletiva o primeiro-ministro do Qatar, Hamad Ben Jassam Al Thani. Ele acrescentou que é preciso esperar os resultados das conversas de Brahimi com as autoridades sírias para considerar “medidas concretas”.
Simultaneamente, representantes do CNS começaram a se reunir em Doha para debater a situação política e o problema dos refugiados na Síria.
*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa
Agência Brasil/montedo.com
Skip to content