Escolha uma Página

Uma mulher de 36 anos foi assassinada na noite deste sábado (04/08), no Bairro Tarumã, na zona norte de São Gabriel. Luciana Sonntag Gonçalves foi morta na casa de uma amiga, na Rua Maria Amaral, 25, há poucos metros da residência que vivia com o responsável pela sua morte. O sargento do Exército, de Dom Pedrito, Fábio Leandro Gonçalves, de 36 anos, desferiu três tiros na companheira e depois tentou se matar ao atirar no próprio peito.A mulher morreu no local. Ele foi socorrido por uma equipe do SAMU e encaminhado para Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde foi dada voz de prisão. O militar ficou sob a custódia da Polícia do Exército (PE).

Um crime premeditado
Luciana Sonntag Gonçalves (Imagem: caderno 7)
Tudo indica que Fábio tinha em mente, desde o começo da noite, matar a mulher com que já não tinha mais relação amorosa. O casal continuava na mesma casa, mesmo existindo uma determinação judicial limitando a aproximação dele da mulher.
Uma amiga da vítima ficou em cárcere privado por cerca de uma hora. Fábio teria obrigado esta amiga a fazer ligações telefônicas para Luciana. O objetivo: colher informações. Luciana teria suspeitado das ligações e interrompido o contato.
Não adiantou. Mais tarde, Fábio fez com que a amiga ligasse novamente. Desta vez, o objetivo era atrair a mulher para a morte. Luciana chegou a ir na casa, mas conseguiu fugir. O mesmo aconteceu com a amiga (que está grávida).
Fábio não se conteve. O homem foi em busca da mulher e encontrou ela na casa de uma vizinha. Por alguns metros ele puxou Luciana pelos cabelos e a manteve na mira de um revólver. Foi nesta hora que a Brigada Militar foi acionada. Em poucos minutos, uma equipe da PATAMO chegou ao local.
Os policiais contam que ao chegar no local do crime, o assassino estava na porta. Ao avistar os policiais ele entrou e disparou três vezes. Na sequencia, o policial invadiu a casa, mas não conseguiu impedir que Fábio desse mais um disparo, desta vez, no próprio peito.
A família
A família da vítima acompanhou todo o trabalho policial e a espera de peritos do Instituto Geral de Perícia (IGP), de Santa Maria, que só chegaram a cidade por volta de 2 horas. Luciana deixou três filhos. Apenas um não era filho de Fábio.
O militar servia em uma Unidade de Dom Pedrito, mas estava “em trânsito” em São Gabriel, pois havia sido transferido para Curitiba. Luciana e Fábio estavam casados há 15 anos, mas a separação aconteceu recentemente. Fábio nunca aceitou.
A Notícia/montedo.com
Skip to content