Escolha uma Página
Ministério da Defesa é a terceira pasta mais prejudicada com orçamento

Guilherme Amado
O Ministério da Defesa foi a terceira pasta mais prejudicada nos cortes orçamentários anunciados pelo governo federal no mês passado. Com um bloqueio de gastos de R$ 3,31 bilhões, a Defesa teve R$ 10,3 bilhões autorizados para gastos de custeio e investimento neste ano. Apesar da tesourada, o montante é semelhante aos R$ 10,5 milhões executados em 2011. 

Leia também:
Tesourada: Dilma transfere R$ 402 milhões da Defesa para a aviação civil

Os cortes não devem afetar o plano de reestruturação da indústria de defesa nacional, tampouco o investimento em projetos considerados estratégicos para o aprimoramento do setor. “Temos o compromisso do governo de nos liberar mais R$ 1,7 bilhão em breve. Estou contando com isso”, afirmou o ministro da Defesa, Celso Amorim, em entrevista recente.
Correio Braziliense/montedo.com
Skip to content