Escolha uma Página
Governo garante a servidores reajustes negociados em 2011
Previsão para essas despesas é de R$ 1,6 bilhão

Martha Beck/Regina Alvarez
O corte de R$ 55 bilhões no Orçamento Federal, anunciado nesta quartafeira pela equipe econômica, não vai afetar os acordos de recomposição salarial que foram negociados pelo governo com o funcionalismo público no ano passado.
Segundo a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, já existe dentro do Orçamento uma previsão de R$ 1,6 bilhão para essas despesas, que contemplam as áreas de educação, defesa, saúde do trabalho, fazenda, justiça e ciência e tecnologia.
– Nós faremos o que temos feito todos os anos, que é ter um diálogo com os servidores. Para 2012, já está definido o que pode ser incorporado, já temos uma previsão de R$ 1,6 bilhão. Só estamos esperando o Congresso aprovar os projetos de lei (que garantem essas recomposições salariais) – disse a ministra.
Ela também garantiu que o governo vai fazer todas as nomeações de pessoas aprovadas em concursos públicos que já estavam previstas no ano passado. Miriam disse ainda que a campanha de reajuste salarial que está sendo feita pelos servidores esse ano se refere a despesas que terão impacto no ano que vem, mas que o governo já começou a fazer essas negociações.
Sobre as ameaças de greve de algumas categorias, ela afirmou:
– Apostamos sempre no diálogo, acreditamos que esse é sempre o melhor caminho para conseguir bons acordos. Mas a decisão de cada categoria é de sua responsabilidade.
O GLOBO/montedo.com
Skip to content