Escolha uma Página

Na Austrália, roupas militares captam energia solar
Painéis são ainda mais finos e leves, mas geram a mesma quantidade de energia que a tecnologia convencional
Além de armas, munições e outros equipamentos de guerra, os soldados modernos também precisam carregar baterias para seus acessórios eletrônicos. Mas pesquisadores da Australian National University resolveram diminuir o peso das mochilas dos militares: criaram uniformes com painéis solares embutidos. Isso pode deixar as operações mais fáceis e permitir que os recrutas obtenham melhores resultados.
Os painéis conseguem gerar até 140 watts de energia e suportam temperaturas de -73 a 65 graus Celsius. Elas são facilmente acopladas à roupa e, apesar de terem a espessura inferior a um fio de cabelo, podem gerar energia equivalente às placas convencionais e podem ser enroladas para armazenamento.
As placas são colocadas no capacete, mochila ou no próprio uniforme e foram desenvolvidas pela Transform Solar, em Idaho, EUA. Além do uso militar, aplicações civis também fazem parte dos planos: “Todos precisamos de energia móvel. As células têm aplicações militares e não-militares também. Aparelhos como iPods, iPhones, sensores e vários outros podem fazer uso dessa tecnologia”, diz Andrew Blakers, investigador e “cobaia” da experiência, para o site Ecouterre.
Skip to content