Escolha uma Página
Jogos Mundiais Militares chegam ao Rio em dois meses, com provas esportivas inusitadas como natação de salvamento, arremesso de granada e cross-country anfíbio

MARIA LUISA BARROS
Os brasileiros são os melhores do mundo em arremesso de granada e tiro de fuzil, mas em uma guerra onde os combatentes não ferem ninguém. Pelo contrário, derrotam o inimigo na batalha acirrada por medalhas de ouro. Daqui a dois meses, a tropa da paz entrará em campo mais uma vez para disputar provas de Pentatlo Naval, uma das 20 modalidades praticadas nos 5º Jogos Mundiais Militares.
O Rio será sede pela primeira vez dos Jogos da Paz, que reunirão 6 mil atletas — 250 brasileiros — de 110 países. Oito militares (5 homens e 3 mulheres) intensificaram treinos para as cinco provas de combate: pista de obstáculos, natação de salvamento, natação utilitária, habilidade naval e cross-country anfíbio.
Primeira brasileira a conquistar medalha no mundial de pentatlo naval, há dois anos na Alemanha, a marinheira Manuela Quilelli, 22, é das favoritas ao pódio. Loura de olhos verdes, manuseia fuzil com a mesma destreza com que lança granada de meio quilo. “Quando conto, as pessoas se assustam. Perguntam se explode. Mas não tem pólvora para detonar”, ri. O namorado, o cabo Vinícius Moraes, 25, foi bicampeão
este ano por equipe em 2 torneios internacionais.
A modalidade, inexistente na Olimpíada, foi criada em 1949, após a 2ª Guerra Mundial, para manter combatentes em forma. As provas simulam o dia a dia do marinheiro e exigem força, agilidade e habilidade. No cross-country anfíbio, homens percorrem 2.500 metros, levando nas costas réplica de fuzil de 4 kg. As mulheres não levam armas, mas disparam tiros contra alvo a 15 metros de distância. “Não dá para errar. Se deixar de dar um nó, perde 25 pontos. Deixar cair o fuzil custa 100”, explica o cabo Alex Sandro Barreto, 32. Na sexta-feira, o grupo embarca para a Alemanha para disputar torneio de pentatlo.

Brasil é um dos favoritos para o ouro em Pentatlo Naval
Na contagem regressiva para os jogos, nos dias 16 a 24 de julho, o Brasil é um dos favoritos para levar o ouro no Pentatlo Naval. Nos dois torneios internacionais da modalidade realizados este ano no País, a equipe masculina conquistou o topo do pódio duas vezes, vencendo os alemães, atuais campeões mundiais, e os suecos, que já levaram 17 medalhas de ouro no esporte. “Estamos invictos este ano. Eles vão querer a revanche, mas o Brasil está forte para manter a liderança”, aposta o técnico da equipe, o comandante Cyro Coelho, duas vezes campeão mundial.
Para quem quiser conferir de perto o desempenho dos atletas brasileiros, as competições da modalidade serão realizadas entre os dias 18 e 21 de julho no Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (Cefan), na Avenida Brasil 10.590, na Penha, Zona Norte da cidade.
Além dos espaços da Marinha, Exército e Aeronáutica, o torneio será realizado em instalações esportivas dos Jogos Pan-Americanos de 2007, como o Estádio Olímpico João Havelange, no Engenho de Dentro, o Parque Aquático Maria Lenk, na Barra da Tijuca, e o Maracanãzinho. A entrada será gratuita e a programação completa das competições poderá ser acompanhada no site www.rio2011.mil.br.
O DIA ONLINE (Fotos: Fernando Souza)
Skip to content