Escolha uma Página
“Não suspeitamos que ninguém da comunidade tenha roubado o fuzil”, diz general
Responsável pelo Exército no Alemão falou que não há informações sobre paradeiro da arma

Felipe Oliveira
Durante a corrida Desafio da Paz, realizada no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro, neste domingo (15), o general de brigada Carlos Maurício Barroso Sarmento falou sobre o sumiço do fuzil do Exército no local.
– Nós estamos investigando ainda. Não temos informações sobre o seu paradeiro, mas não suspeitamos que ninguém da comunidade tenha roubado o fuzil.
O secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, que também participou da corrida no Alemão, disse que o Exército está cuidando desta situação.
– Eles estão fazendo o trabalho deles. Dificuldades sempre vão existir; eu tenho certeza que o Exército vai elucidar essa questão.
Mesmo diante do problema, Beltrame disse que o objetivo final das Forças de Pacificação está sendo atingido plenamente.
O Exército procura desde quinta-feira (12) a arma que foi extraviada durante a troca de comando no Alemão.
A Força de Pacificação informou que instaurou um Inquérito Policial Militar para apurar as circunstâncias dos fatos e as responsabilidades sobre o ocorrido.
O Comando Militar do Leste disse, em nota, que acompanha e apoia os procedimentos investigatórios realizados pela Força de Pacificação.
Skip to content