Escolha uma Página
Militares retornam ao Brasil após cumprir missão no Haiti
Segundo comandante da tropa, passagem de furacão pelo país foi momento difíci
Após cumprir seis meses de missão no Haiti, 77 militares retornaram nesta quinta-feira (3) ao Brasil. Eles fizeram parte da Minustah (Missão de Paz da ONU para Estabilização do Haiti) e foram recepcionados em Brasília.
O comandante da tropa, tenente-coronel Hércules, lembrou que um dos momentos mais difíceis para os oficiais foi a passagem do furacão Tomas pela nação caribenha, em novembro do ano passado.
Segundo ele, o contingente brasileiro se manteve durante todo o tempo em alerta devido aos problemas sociais enfrentados pelos haitianos e diante do risco de que novos terremotos, como o de janeiro de 2010, atingissem o país.
O soldado Ricardo Vilela disse que um dos momentos mais importantes da missão foi durante as eleições presidenciais do Haiti, que ocorreram também em novembro passado.
– As eleições exigiram mais patrulhamento. Tínhamos que patrulhar os locais de votação.
Ele afirmou que os haitianos têm um grande carinho pelos militares brasileiros.
– Eles nos veem como amigos, como irmãos.
Desde 2004, militares brasileiros participam da missão de paz da ONU no Haiti. Mais de 13 mil oficiais já fizeram parte da missão. O contingente é trocado a cada seis meses.
AGÊNCIA BRASIL
Skip to content