Escolha uma Página

ELEIÇÕES 2010 – Candidato a deputado é proibido de entrar em casa, oficial do 5º BEC avança contra imprensa

No início da tarde da última sexta-feira (30), o candidato a Deputado Estadual Sargento Damas foi impedido de entrar com os seus veículos adesivados com sua propaganda eleitoral em sua casa, na vila militar do 5º BEC. Na hora do fato, um oficial do EB tentou tomar o equipamento da equipe de reportagem do Rondoniaovivo que registrava a cena.(veja vídeo)
De acordo com o Sargento Damas, a atitude do 5°BEC de Rondônia é inconstitucional, pois fere a carta magna da nação, ou seja, a Constituição Federal Brasileira, no deu direito de ir e vir.
O FATO
Ao ser impedido de entrar com os veículos em sua residência na vila militar, o candidato a deputado estadual solicitou dos sentinelas do portão que chamassem o oficial do dia, identificado pela reportagem, como: Tenente Peixoto, para debater quais eram os motivos reais da não permanências dos seus veículos na garagem de sua casa.
O Tenente Peixoto, se direcionou ao portão principal do Quartel e sem muito dialogo, disse que o sargento candidato não iria entrar com os seus carros na vila, mas não informou o porquê da proibição.
Logo em seguida, de forma equivocada, o oficial do dia partiu pra cima da reportagem do Rondoniaovivo.com para tomar a câmera filmadora. Mais rápido que o suposto tenente, o repórter impediu a ação truculenta do “nervosinho fardado”.
Demonstrando descontrole emocional, o tenente ligou para o seu superior e em tom de deboche chamou o colega de “Tal Sargento Damas”, um termo pejorativo, desrespeitando o colega perante a sua família e os demais soldados. Os seus três filhos ficaram apreensivos dentro do carro vendo todas as ações dos homens fardados da nação brasileira.
Diante da situação, a esposa de Damas, sob o sol forte da Amazônia levou os filhos do casal a pé para a residência na vila militar. Ato contínuo, o Tenente-Coronel Moacir Rangel Junior compareceu ao local e explicou ao candidato a deputado estadual Sargento Damas e disse que ele não poderia entrar na vila militar devido as leis do Ministério da Defesa e do Exército Brasileiro com relação a propaganda eleitoral vigente.
Damas retirou os veículos que estavam em frente ao portão principal do quartel e se direcionou para o TRE (Tribunal Regional Eleitoral), onde foi orientado a mover uma ação para discutirem sobre a proibição de guardar os carros em casa. “Eu não quero causar transtornos ao 5°BEC. Tenho respeito por todos, se vivemos em estado democrático que as discussões sejam realizadas para fins diplomáticos e não guerra, pois o Exército brasileiro é amigo dos patriotas da Amazônia e demais regiões do país”, disse o candidato. Enquanto isso, Damas que está com problemas na panturrilha irá caminhar junto com a esposa e os três filhos quase um quilometro todos os dias para chegar em casa.
O departamento de Relações Públicas do 5°BEC enviou uma nota no último sábado (31) para a redação do Rondoniaovivo.com explicando os motivos de impedir o SGT Damas de entrar com os seus veículos na vila militar
NOTA 5°BEC – Comandante do 5º Batalhão de Engenharia de Construção
“Tendo em vista os fatos ocorridos, envolvendo o 1° Sargento ANTONIO AUTO DAMAS FERREIRA, pertencente a 31ª Circunscrição do Serviço Militar, este comando esclarece que:
A. – 1º Sargento DAMAS possui dois veículos que contém propaganda político-partidária. Ele tentou adentrar na Vila dos Subtenentes e Sargentos do 5º Batalhão de Engenharia de Construção, área militar, contígua ao quartel desta Organização Militar;
B. – O comando do 5º Batalhão de Engenharia de Construção, cumprindo o que prescreve o artigo 37 da Lei Nr 9504/97 (Estabelece normas para as eleições) negou a entrada dos veículos pertencentes ao 1º Sargento DAMAS na área militar desta Unidade; e
C. Finalmente, o comando do Batalhão jamais impediu o acesso do 1º Sargento DAMAS a área militar, tendo, somente, não permitido o acesso dos veículos os quais continham propaganda eleitoral.”
PIT BULL
Sobre a tentativa truculenta e frustrada de cercear o trabalho da imprensa, o comando do 5º BEC ainda não explicou o motivo da fúria do Oficial. O Sgt Damas vai entrar com ação na Justiça na tentativa de poder guardar os carros em casa.
Skip to content