Escolha uma Página
Por: Luís Zanini
O deputado federal Raul Jungmann (PPS-PE) lamentou, nesta quarta-feira, o contingenciamento de recursos das Forças Armadas e disse que o corte não é condizente com a necessidade de defesa do Estado brasileiro. “Isso não é justo com o trabalho que vem sendo desenvolvido pelas Forças Armadas no Brasil”, criticou.
Segundo Jungmann, o contingenciamento levou o Comando do Exército a adotar o meio expediente em suas unidades. “É extremamente lamentável que se exponha as Forças Armadas ao constrangimento de ter que conviver não apenas com o meio expediente, mas também de ter que liberar recrutas, que são fundamentais para o adestramento, a preparação e a defesa da nossa Pátria”, protestou.
Diante do risco do corte de recursos imposto pelo governo às Forças Armadas, o parlamentar, que é membro da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara, cobrou sensibilidade do setor econômico e financeiro. “O contingenciamento não está sendo justo porque quando o Exército, a Marinha e a Aeronáutica fazem qualquer tipo de despesa, empenho e assim por diante, o fazem evidentemente a partir do Orçamento da União que foi aprovado pelo Congresso Nacional”, disse Raul Jungamnn.
O que é
Contingenciamento consiste no retardamento ou ainda, na não execução de parte da programação de despesa prevista na Lei Orçamentária.

Blog do RAUL JUNGMANN

Skip to content