Zelensky demite general acusado de incompetência e abuso de poder

O reconhecimento de Zelenski sobre as perdas ocorreu num momento em que as Forças Armadas do seu país estão em desvantagem Foto: Sergey Dolzhenko/Epa/Efe

 

Comandante é acusado de ter levado à morte milhares de soldados ucranianos e de retrocessos na frente de combate

 

Agência Lusa
O Presidente ucraniano Volodymyr Zelensky demitiu esta segunda-feira um alto oficial do Exército que foi acusado por outro comandante de incompetência e abuso de poder, num momento em que o país continua a lutar contra a invasão russa.

“Decidi substituir o comandante das forças conjuntas das Forças Armadas da Ucrânia, o tenente-general Yuri Sodol, pelo brigadeiro-general Andriy Gnatov”, adiantou Zelensky, na rede social Telegram.

O chefe de Estado ucraniano não especificou os motivos desta demissão, mas a decisão surge após críticas de um comandante da brigada Azov, conhecida pelas suas ligações com círculos ultranacionalistas.

Este comandante, Bogdan Krotevych, revelou esta segunda-feira de manhã que tinha apresentado uma queixa aos serviços de segurança ucranianos (SBU), para exigir a abertura de uma investigação a Sodol.

O que está em causa?
De acordo com os meios de comunicação ucranianos, Krotevych acusa Sodol de incompetência, levando à morte de soldados ucranianos e a retrocessos na frente de combate, noticiou a agência France-Presse (AFP).

O Exército ucraniano tem estado em dificuldades desde o fracasso da sua contraofensiva no verão de 2023, com as tropas russas a conquistarem novas aldeias no leste e no sul do país todas as semanas, mas sem conseguirem um verdadeiro avanço.

O Exército russo também lançou uma ofensiva terrestre na região de Kharkiv (nordeste) no início de maio, conquistando várias localidades antes de ser retardado por reforços enviados por Kiev.

As forças ucranianas, por seu lado, sofrem de falta de recrutas devido à lentidão da mobilização e de armamentos devido a atrasos nas entregas de ajuda ocidental.

sicnotícias

Uma resposta

  1. A incompetência na condução da guerra, tanto no âmbito militar quanto no político, resulta na morte de combatentes aliados por diversos motivos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo