Forças Armadas preparam reação política à ofensiva do governo sobre a ‘previdência militar’

Foto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do ministro da Defesa, José Mucio, e dos três comandantes das Forças Armadas
Ricardo Stuckert/PR

Ministra do Planejamento afirmou que revisão do sistema de proteção social da categoria pode entrar nos cortes de gastos pretendido pelo governo Lula

Eduardo Gayer
A cúpula das Forças Armadas não gostou nada de ver a ministra do Planejamento, Simone Tebet, sugerir uma revisão do Sistema de Proteção Social dos Militares no âmbito do ajuste fiscal. No mesmo dia, o ministro Vital do Rêgo Filho, do Tribunal de Contas da União (TCU), fez alertas sobre a fatia do Orçamento gasta com a caserna durante o julgamento das contas presidenciais de 2023.

A percepção nas fileiras militares é que o tema está esquentando dia a dia, e tem apoio de ministros do Palácio do Planalto para seguir em debate, embora o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tenha feito uma série de acenos de pacificação às Forças Armadas, incluindo a proibição de o governo federal promover solenidades críticas aos 60 anos do golpe de 1964.

Insatisfeitas, as tropas preparam uma reação política. Vão acionar interlocutores junto ao governo e ao Congresso para apresentar seus argumentos. Uma “apostila” de 25 páginas de contrapontos está pronta. Para os militares, peculiaridades da carreira como o “estilo de vida nômade”, a falta de jornada de trabalho durante missões oficiais e a inexistência de FGTS para servidores justificam um sistema de proteção social diferenciado e exclusivo.

Interlocutores de duas das três Forças Armadas defenderam à Coluna do Estadão que a caserna deu sua “cota de contribuição” ao ajuste fiscal em 2001, quando foi extinta a pensão para filhas solteiras após a morte do militar. Já em 2019, o encargo para a pensão militar subiu de 7,5% para 10,5% para todos os inscritos no sistema de proteção próprio.

“O regime jurídico distinto que rege os militares não implica em privilégios imerecidos, ao contrário, visa apenas mitigar desvantagens impostas a esses profissionais pelas desvantagens da profissão”, diz a apostila, a qual a Coluna do Estadão teve acesso.

Coluna do Estadão

38 respostas

    1. Eles vao acabar com as FFAA e quando perceberem o país estsrá totalmente desprotegido…chamem.as FFAA e aí perceberao que não tem mais unas FFAA a altura e qualificada para a emergencia que se apresentar. Faltará pessoas qualificadas para ingressar na carreira que nao oferece nemhum atrativo. Quem viver verá!

      1. Aumento novamente, pois acabaram de receber a sonhada meritocracia….???

        Cancela o desconto da Poupex e outras ajudas que terás aumento.. .não servem pra nada mesmo

  1. O establishment não satisfeito com a combalida e famigerada situação salarial das FFAA agora prepara lançá-los, no que era impensado, uma nova e revigorante etapa de desgraças e miséria.
    Nas FFAA quem não se preparar para o futuro, não estudar e se preparar para novas oportunidades na mondo civil estará fadado quase que a mendigagem, quem viver verá…

  2. Acho que tudo isso é um teatro para gerar holofotes para a Simone tebet e para justificar a ausência de reajuste para as formas armadas. E a mídia já adora um clima de guerra comprou a idéia. Querem gerar uma crise.

      1. [….🎵. Fazuele agora e vem!…
        Fazuele agora e vem!
        Vem se lascar você também!!! 🎵…..] 🤡🤡🍉🍉🪴🪴🍌🍌🐴🐴🦑🦑. EsMB 1995!!!

    1. Meu caro, Tudo comeca com um “teatro”, com apenas um “verde” para “colher Maduro”. A reacao tem que ser firme e forte senao a “novela” vira vida real.

  3. Militares já são traumatizados com as perdas na MP 2215/Lei 13.954, estão à beira de um ataque de nervos conjunto. É duro conversar com a família e falar que vamos ter mais um golpe na jugular. Enquanto isso, os senhores que tem os maiores salários do Pais e livres de qualquer ataque, riem da nossa desgraça, aproveitam que não temos sindicatos e não podemos fazer greve para fazerem o que querem com o que ainda resta do nosso salário.

      1. Cara, vc deve ser maluco, o molusco nunca vai beneficiar QE e prejudicar General, na realidade vai prejudicar a todos, desde quatro estrelas até o recruta mais moderno.

    1. Nada acontece de dia para a noite, somente na política. Para os entidos isso basta. Então muita gente que torce contra ainda vai enfiar o rabo no meio das pernas e sair bem de fininho. O tempo é o senhor absoluto da razão..

  4. Agora que a promoção da QESADA não sai mesmo… Como defender um novo e exclusivo privilégio desses (promoção pulando a janela) diante da discussão atual… É questão devidamente sepultada pelo Nine… Voltaremos

  5. Isso é revoltante, generais abram a boca pelo amor de deus, até para manter seus privilégios é Necessário abrir a boca. Todo mundo batendo no cachorro morto que são os militares, passou da Hora de um poste como o do general vilas boas pra dar uma agitada nesse pessoal.

    1. Nao meu caro, a maldicao se chama esse desgoverno lula. Perceba que, em nemhum momento, foi citado os “beneficios” que a lei trouxe. Falta ao militar ver as coisas como realmente sao, sob pena de mendicarmos no fururo.

  6. O problema Todo é saber até quando as forças armadas vão ficar dando importância para o que a mídia vai falar, o que é certo tem que Ser feito pelos cmts das forças armadas, que até o momento estão servindo de capacho para o Lula, STF e essa mídia podre que só quer denigrir as forças Armadas. Infelizmente os cmts estão indo para um caminho que não tem volta, está faltando pessoas de caráter que enxergue o que é justo, hoje vemos que o errado prevalece, más podem ter certeza que DEUS está olhando tudo e Aí, pode ser quem for vai pagar pelos erros que Cometeram.

  7. Tão chorando? Esqueceram da paridade com os da reserva em 2019, exceto os descontos. Os da ativa ganharam aumentos e esqueceram da reserva. Pau que dá em Chico, dá em Francisco.

  8. A carreira militar é uma furada, principalmente para os praças!

    Que desgraça!

    Sem reajuste de soldo há mais de 5 anos e ainda vem com essa?

  9. Não Haverá mudança nenhuma no regime dss forças armadas , tudo isso è cortina de fumaça para NAO CONCEDEREM REAJUSTE AOS MILITARES!
    Todos foram contemplados, mas militares serao Desprestigiados, por esse desgoverno! Acordem! Não Haverá reajuste!

  10. Quando entrei para o Serviço Militar, na Marinha, em 1965, o tempo de serviço era de 25 anos. O Suboficial ao ir para a reserva era promovido a 1ºTenente. Aí a situação foi mudando… acabaram com a promoção a 1ºTen. O Sub ao passar para reserva ficaria recebendo como 2ºTen. e o tempo de serviço passou para 30 anos. Acabaram também com essa vantagem do salário de 2ºTen. e depois aumentaram o tempo de serviço para 35 anos. Hoje já comentam por aí que ao passar para a reserva, o militar sairá com apenas 70% do seu salário… é um processo lento de desarrumação dos direitos dos militares.

  11. Acordem pelo Amor de Deus, todo Ano é a Mesma História. Deve ser até combinado com os Comandantes, pois Estes estão com a barriga Cheia. Estão Dando aumento pra todo funcionalismo, para os militares não reivindicarem, eles criam esse Terrorismo de Nova reforma, INSS, blá blá.. Ai a tropa começa a choradeira, os Comandantes fazem uma “Reunião” com canapés e espumante com os políticos e dão Risada da nossa Cara. No final Eles dizem, ta bom, Não haverá reforma, mas nem. Pensem em reposição e a praçaiada sai rindo de Felicidade, contente com nossos chefes. esquecem reposição de Inflação, que todos ganaharam aumento e a milicada a 6 anos penando. A sensacão de que sairam ganahando, pois não mexeram na previdência. Ano que vem se pedirem aumento denovo, vem outro ministro e diz que vai mandar pro INsS. É muito fácil enganar praça, ta loko. Enquanto isso Eles dão gargalhada e enchem os bolsos de diárias.

  12. SOLUÇÃO:

    Transfere os anistiados políticos que recebem na folha de pagamento das Forças Armadas para o Ministério da Justiça e aí o rombo fica equilibrado.

    Tem que ensinar o ministro do TCU que não leu a Constituição e as leis que incluíram na folha de pagamento os anistiados, ex-combatentes e outras coisas.

  13. É miito simples:é só comprar um monte de cadeados papaiz,colocar nos navios,aviões e quarteis do EB ,mandar todo mundo para casa e Extiguir as forças armadas.Após isso,vão sobrar bilhões para o Lula Torrar.Acabou o déficit.

  14. Eles só falam em déficit dos militares, mas não falam das regalias deles (parlamentares) e juízes com emendas parlamentares, que é aí que está o Rombo do país

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo