China se opõe à venda de armas dos EUA para Taiwan e pede retirada

Caças F-16 de Taiwan durante patrulha em local não revelado da ilha
24/05/2024 Ministério da Defesa de Taiwan/Divulgação via REUTERS

Tensão na região aumenta após exercícios militares chineses em redor do ilha

Reportagem de Liz Lee e Redação em Pequim
A China se opõe veementemente às vendas de armas dos Estados Unidos para Taiwan e pede que Washington as retire imediatamente, informou o Ministério da Defesa chinês nesta sexta-feira (7).

O ministério disse que já havia apresentado uma queixa aos Estados Unidos sobre o assunto.

“As Forças Armadas da China vão continuar fortalecendo seus treinamentos e exercícios militares e a defender resolutamente a soberania nacional e a integridade territorial”, acrescentou em um comunicado.

O Departamento de Estado dos EUA aprovou a venda de peças de reposição e reparo de caças F-16 para Taiwan por um valor estimado de 80 milhões de dólares, informou a Agência de Cooperação de Segurança de Defesa do Pentágono na quarta-feira.

A venda ajudará a melhorar a segurança de Taiwan, manter a estabilidade política e o equilíbrio militar, e apoiar o progresso econômico na região, disse o Pentágono.

Taiwan disse que a venda, que deverá ser finalizada em julho, aumentará as necessidades de combate e defesa de sua Força Aérea.

CNN BRASIL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo