Rio volta subir e arrasta passadeira feita pelo Exército no RS

Passadeira entre Lajeado e Arroio do Meio, no Vale do Taquari, foi liberada na manha desta quarta-feira. 
André Ávila / Agencia RBS

13 respostas

  1. Não sou da Arma Azul Turquesa, do “Castelo Lendário”, pergunto:
    – não havia possibilidade de análise técnica, percepção que não havia condições de operação através do acelerado nível da correnteza do fluxo de água.

  2. É desse jeito que acontece com as pontes construídas ao nível das calhas e sem a curvatura necessária para a correnteza passar. Eu avisei para essa possibilidade, fazer uma ancoragem mais elevada com estaqueamento móvel mais abaixo.

  3. 1. Perder material é normal no combate, Porém ninguém está tomando tiro.

    2. Por que o piloto está sozinho na embarcação? Por que a vigilância constante em relação a chuva fracassou? Por que tem capitão do exército fazendo videozinho para o Instagram sobre a passadeira?

    3. Vivemos tempos estranhos e a solução parece perpassar por uma guerra.

    1. Eles possuem no máximo um molinete Daiwa Spinning Fishing do Paraguay segunda linha.
      Naquele momento, fazendo uma breve pescaria.
      Estavam cansados… Foram pescá.

  4. Ai Senhores, na moral, estou há tempos fora da caserna, sem qualquer dúvida, houve, infelizmente, negligência, descuido, falta de aplicação ao realizar esta tarefa.

    Era perceptível nos recém-egressos da ESA/AMAN, a falta de preparo/comprometimento/vocação e interesse no desenvolvimento das práticas mais simples da carreira d’Armas.

    Estive um dia desses numa OM, ao adentrar, no Corpo da Guarda, o Cmt da Guarda e Oficial de Dia, pareciam tudo:
    a) estudantes adolescentes trocando uma ideia e faceiros.
    B) Menos, profissionais adultos comprometidos com a Força.

    Está aí o resultado, a imperícia cobra alto, nossas FFAA virou chacota nacional.

    1. Complementando sobre essa nova geração: só pensam no “venha a nós”, nada de responsabilidade, comprometimento, geração “desenquadrada” que demonstra total indiferença aos superiores.

      E quando são chamados à atenção por um superior hierárquico ficam no vitimismo, no mimimi: “aí, fui ofendido, e na frente de todos”…

      A tendência é piorar.

      1. Essa geracao, que é a minha, é a rconomicamente ativa.
        Nos bancamos a do senhor, mas sem os beneficios do senhor. Sem anuenio, sem posto acima, sem um fusex decente, sem filha aposentada sem precisar ter que passar em concurso, com 5 anos na lomba a mais, com intersticios maiores…
        Dificil ne?
        Fala mal dela nao. Agradece a ela todos os dias. Ninguem vive de amor à profissao, nem voce.

        Sobre fibra de geracoes, lembro que a sua assistiu passivamente um tal fernando collor sequestrar poupancas e nada fez. Fico imaginando o que pensava a geração antes da do senhor a respeito disso, aquela geração que lutou a 2GM e voltou para reconstruir o mundo.
        Boa parte da geração atual nem emprego encontra. Nao compare, agradeça que estamos aqui gerando riquezas para bancar essa sua aposentadoria, uma aposentadoria que jamais teremos

        1. Amigo, vc e os da ativa nao bancam ninguem. Quem ta na reserva passou no minimo 30 anos contribuindo pra uma tal pensao militar. E e administrando esses valores poupados durante a carreira que a reserva faz jus a soldos.

          Geracao de ignoranres e isso. No pau da goiaba o ocorrido foi a ancoragem da passadeira mal feita e com o tempo foi cedendo. Ancorar em que se so tem barro a volta

          Mas bastava pegar um antigo de manobras no campo de instrucao saican. Outra…passadeira e meio provisorio, ponte e provisorio …passar uma eternidade nao da

          1. Então antigão, se vc tiver um mínimo esclarecimento das coisas, saberá que:

            1) você não tem previdência. O custeio dos seus proventos é despesa corrente, não uma poupança que vc acha que fez e que pagara sua existência e a da sua filha (basta uma noção elementar de matemática para suspeitar disso)

            2) o sistema de assistência militar segue a regra da contrapartida, a geração economicamente ativa bancando a inativa. E não é com essa merreca de pensão militar, é gerando riquezas e recolhendo impostos que servem de base para o orçamento.

            Diferença entre gerações mesmo é só o grau de instrução. Basta ver a quantidade de alienados políticos e suas respectivas faixas etárias.

            Para pesquisa de hoje no google: “previdência e contrapartida”

          2. Não se preocupe, foi avisado, alertado e provado por A + B a possibilidade dessa situação ocorrer.

            Porém o poder de comando/decisão é do oficial. Um capitão que estava fazendo vídeo para o Instagram. ” Se a gente tirar a passadeira o paisano vai fazer vídeo queimando a gente”.

      2. Essa geração só quer vantagens:

        – nao mexam na pensao da minha filha
        – quero somar altos estudos com anuenios
        – quero minha LE em pecúnia

        Amigo essa geracao ta pagando 5 anos de serviço a mais para ir pra reserva ganhando menos que sua filha ganhará.

        Mas não se preocupa. Isso obviamente não ficará assim.

        Esse ano promove a turma de 97. Já pensou quando todo o ACE não tiver anuênios e filha pensionista? Sabe quem vai rodar?

  5. Esta é a prova para avaliar o nível dos Altos Estudos 1 e 2: nota ZERO. Passarela destruída e valores desta gratificação jogados fora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo