Seria cômico, se não fosse trágico…

lula-1

Não fosse a tragédia que assola os gaúchos, poderia taxar de cômico o contorcionismo dialético que alguns comentaristas fazem para ajustar um FATO  – a tentativa ilegal de intervenção no governo do RS – à sua narrativa dualista, que opõe Lula a Bolsonaro.

Tal como os bolsonaristas, os lulistas fundamentam seus argumentos a partir de maciças doses de fanatismo e cegueira ideológica.

A ação de Lula é apenas e tão somente…política! No caso, em seu aspecto mais demagógico, vil, oportunista e infame. Adjetivos que – aliás! – se aplicam à perfeição ao descondenado.

Vida que segue.

 

 

21 respostas

  1. Normal na política desde os primórdios do nosso país e também no mundo. Não Contemporizem. Por exemplo, comparem o antes e depois, a guerra na Ucrânia, em Israel, desastre natural nos EUA, inauguração de obras, dentre outros, naturais ou provocados. Nenhum politico de situação vai deixar de fazer politica em todo lugar

  2. O pior que vi nessa história foi a reação – ou falta dela – do governador do Rio Grande do Sul: sentado ali do lado, alheio à usurpação do seu cargo, caladinho, olhar vago, assistindo um comício antecipado de 2026 com o seu futuro adversário.

    Tristes tempos.

    P.S.: as gargalhadas do lula e os sorrisos da maria do Rosário e do pimenta não me impressionaram, pois já sei que ambos são “humanistas” por interesses.

    1. Somente a esclarecer para o cargo no executivo somente pode haver uma única reeleição sucessiva, ou seja, o governador já está em seu segundo mandato.

      1. Executivo Estadual você quis dizer… segundo consta ele será candidato ao Executivo federal… e quanto a essa situação, não há nenhuma restrição…

        1. Se for para PresRep, não há nenhuma inelegibilidade reflexa. Estava me referindo ao Pimenta, já que ele foi nomeado como autoridade federal no estado.

    2. pelo que tenho conhecimento o Dudu Leite abriu mão no primeiro mandato para tentar concorrer a presidência da república, quando lhe puxaram o tapete e foi preterido. Nas eleições passadas se candidatou e venceu Onix em segundo turno. Pergunto se configura reeleição quando o mandato é interrompido e seu vice assume até o final do mandato.

  3. O fato do advindo do baixo clero estar fora de situacao e na mira da justica ja e um grande alento. Poderiam te-lo excluido a bem da disciplina no passado, com provas irrefutaveis. um erro que esta custando caro por demais. O derrotado nas urnas e praticamente o maior Responsavel pela queda de credibilidade das FA. Lobo faminto em pele de cordeiro.

    1. É que vc deve fazer parte da arrecadação federal, SPVAT, PIS, COFINS, IRPJ, IRPF, IOF, IPI, ITR, CIDE, CSLL, INSS, FGTS, Imposto de Importação e Imposto de exportação, mais os municipais e estaduais, 40% do PIB em média, da tua renda, sem incluir taxas de outras naturezas ao abrir e fechar um empreendimento, ao plantar e ao colher, ao contratar empregados, tudo para te sustentar falando abobrinhas.

  4. E o pior, tem um senador eleito pelos bolsonaristas, que votou contra a reforma tributária. Para eles deve estar bom assim. Faça arminha.

  5. Como assim? O governo federal prioriza a assistência dos necessitados no RGS, com descolocamento de milhares de servidores (incluindo militares) e apoio logístico federal de todo territorio nacional, congela a dívida do estado, coloca extraordinariamente BILHÕES para a reconstrução do estado e…diz que é só política.

    no mínimo, é ingratidão.

    Só porque não se gosta do sujeito, não quer dizer que ele faça tudo errado. Pelo menos eu concordo com uma coisa nessa fala, o que explica tamanha falta de reconhecimento são as “maciças doses de fanatismo e cegueira ideológica”.

    1. Ingratidão? Putz… Liberação do FGTS é dinheiro de quem? E Linhas de crédito dos bancos? E bolsa família, vale gás, vale transporte, é dinheiro de quem? Da mesma forma, se o governo federal enviasse bilhões para o RGS não seria dinheiro dele pois o RGS para R$ 190 bilhões em impostos por ano ao governo federal. São 2,4 milhões de pessoas atingidas pelas enchentes. 31 mil militares divididos, em média, por 470 municípios dá 65 militares por município, de todas as guarnições, FAs, bombeiros, PMs, etc. Quem vc acha que está fazendo a diferença?

      1. Um absurdo é o que você está falando.

        Na sua retórica, nem o seu salário seria seu porque esse dinheiro vem dos impostos. Toda a riqueza social, meu amigo, tem a origem no trabalho, a diferença se faz na gerência dessa riqueza.

        Enquanto alguns governantes só se preocupam com o défict fiscal e deixando de investir em prevenção de enchentes (Eduardo Leite e prefeitos do RGS), outros, como o atual governo federal, movimentam TODOS OS RECURSOS disponíveis para mitigar o estrago deixado por essa gente.

        Acredito que, por conveniênica, você Esqueceu do anterior que, só por ser de um governo hostil (Bahia), preferiu ficar andando de jet ski e nem apareceu na região para nada.

        Não esquenta, o ódio cega e motiva as injustiças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo