A liberdade

Liberdade não se implora, não se ganha, se retoma.

Nelson Weber*

Estou avançado na idade e sempre escolhi meus caminhos. Andei livre a voar em pensamentos, muito além do que meus curtos passos permitiam. Nunca dei valor, pois como o ar que respiro, não me dava conta de sua essencialidade. Hoje aprendi que só sentimos falta de algo, quando não mais se tem.

Quando a tirania comparece, a liberdade se afasta. Os que estão, não por mérito, “sin permiso”, investidos de convenientes achismos, sem estarem alicerçados em justos parâmetros, afetam sobremaneira cidadãos, enlameando o arcabouço legal, alastrando a insegurança jurídica e assim provocam incertezas, medo e o império do caos.

Diante do cenário, num piscar de olhos vimo-nos sufocados, quando o natural direito de expressão foi se apagando, frente à sentenças descabidas, flagrantemente desproporcionais ou insanas, com o firme propósito de intimidar. A força do ditador reside no medo do povo.

Primeiramente, percebemos pessoas falando baixinho, olhando pros lados, medindo palavras e se auto-policiando. Logo o receio se embrenhou pelos grupos sociais, surgindo restrições e temas proibitivos. Chegamos à antessala dos regimes totalitários, onde irmão incrimina irmão. Qual peste se alastrando, a sensação de medo permeou por um período e nem as cívicas manifestações mais houveram. E de repente passamos a nos incomodar com as censuras, punições, sentenças provindas do arbítrio e a nítida sensação de uma bruma que lentamente se espraiava, asfixiando a todos.

Esta nação que já carregou em seus ombros o pesado fardo da escravidão e portanto, pensava estarmos plenamente afastados dos grilhões. Eis que desgraçadamente resvalamos novamente rumo à escuridão. Agora não mais o sofrimento físico, mas alcançamos o requinte da prepotência, o calar da voz. Nunca antes, tantos se uniram para num sórdido conluio, tentarem amordaçar um povo. Segmentos, influenciadores, parcelas significativas da sociedade e instituições foram majoritariamente cooptadas no mais vil dos propósitos, o de silenciar os oprimidos.

Nessa prática autoritária, o que vale é a narrativa, incessantemente repetida, criando pseudoverdades que procuram moldar pensamentos e alterar comportamentos. A sanha ideológica chegou ao ponto de não ter mais volta, se tornou irreversível. Tudo isso é fruto de nossa isenção, baixa combatividade no campo das ideias e a clara omissão por parte das instituições.

Faz-se necessário o contraponto, um hígido posicionamento por parte daqueles que comungam dos mesmos ideais, no intuito de evitar que o mal se alastre, pondo novamente a carruagem na trilha. Não dá mais pra se ausentar, postergar ou fingir que não é comigo. Esse comportamento de isentão, foi o que nos trouxe ao atual estágio. A anomia coletiva foi o campo fértil onde prosperou a insensatez.

A reação ressurge com as últimas manifestações gigantescas e a plena convicção de que todo o poder emana do povo. “Liberdade! Liberdade! Abre as asas sobre nós!”. E que tua sombra revigore a esperança dos que sonham, livres. Aos cidadãos não cabe a submissão, pois mesmo quando de joelhos, haverão de se levantar.
Calar a boca, jamais. Liberdade não se implora, não se ganha, se retoma.

* Nelson José Weber é capitão do Exército. Formado em Educação Física, Sargento de Artilharia em 1973; Curso de Comandos/78; Medalha Marechal Hermes do CAS/1980 .

8 respostas

  1. Concordo!

    E acrescento: hoje a “liberdade de expressão” é diuturnamente atacada por um ou outro lado do viés político-ideológico.

    Ora, se o cidadão não pode desabafar, criticando esse ou aquele, por que constar na Constituição o diteito à liberdade de Expressão?

    Se é liberdade apenas para expressar elogios por que inserir isso na Constituição?

    Um direito constitucional de se ter liberdade de expressar sua opinião abarca também apontar o lado negativo, os erros, as injustiças.

    Liberdade de Expressão é aquela em que o cidadão pode até (não muito elegante, claro) mandar qualquer autoridade tomar “naquele lugar”.

    Do contrário, não é liberdade de expressão, mas censura típica de regimea autoritários que punem qualquer crítica.

    P.S.: agora mesmo o próprio EB criou regras para “censurar” os comentários nas suas redes sociais que não sejam elogiar e idolatrar o “glorioso” Exército de Caxias.

  2. Pessoas confundem críticas o pessoal continua livre. Mas as pessoas confundem ameaçando não é criticando. Exemplo: Você bate da porta do vizinho e ameaça ele de morte e diga a todo mundo que você vai matar o vizinho que roubou alguma coisa sua mesmo sabendo que não é verdade a vizinhança ouvindo e o pessoal ouvindo e mesmo que a pessoa for dar parte e o que já foi espalhado como avisar todo mundo que não é verdade isso. Aqui um exemplo. O mal de corta por raiz. O que os Bolsonaristas querem? Querem contínuando assim espalhar o ódio e fakes e para isso usam que estão os censurando. Então Vamos fazer uma desafio aqui. Alguém traz aqui no blog alguém que as redes sociais foram bloqueadas e essa pessoa não estava ameaçando alguém. Então não usam muito a palavra diz a verdade que vós libertará. Mas que verdade se grandes influencer da direita ficar espalhando Fakes e ódio. E a esquerda também o faz. Então é censura e sim não dar licença de pessoas poderem irem na sua casa e ameaçar a com argumentos falsos. E as redes sociais tem sim limites tanto que as x dependendo do que a pessoa colocar a própria plataforma bloqueia. Então não pode se confundir liberdade de expressão com ameaças e ódio. Não sou da esquerda só coloquei um ponto de vista jurídico.

    1. Deixa de ser ridículo decréscimo, para isso existe o código penal ART 141 ameaça, registre a ocorrência e o resto o Estado apura, não precisamos de ninguém para regularizar isso por nós, e a propósito seu Presidente e um descondenado.

      1. Deixa de ser ridículo você eu sei você pode denunciar a pessoa e que o indivíduo já espalhou?? Depois de espalharem Fakes a proporção pode ser tão grande que pode dar em morte. Ridículo é você querendo confundir a liberdade de expressão com liberdade de ameaças. Não basta ler a constituição federal, também tem ver o que diz a constituição federal. Ou quer que você acha que pode ir no rede social de grande repercussão e espalhar Fakes? Vou dar um novo exemplo : você ir nas redes sociais e avisar alguém falsamente de estuprador ?? Depois de espalhar e manchar a honra da pessoa e até alguém querendo se vingar com as próprias mãos? Ai pode ser tarde. Novamente vou falar não confunda liberdade de expressão com ameaças. E quem é ridículo quem se acha que sabe um artigo da constituição. Uma coisa é saber a constituição ou é saber a. Interpretar. Mas talvez se fizermos uma nova constituição aí vamos pedir que eles façam o desenho para você. Ridículo é aquele que os outros ridículo e achar que só ele está certo. Deve ser aquela pessoa você, invejoso, recalcado,mal amado e em espalhador de ódio da vida. O mal de corta pela raíz. O errado continua sendo errado e o certo continua sendo certo. O tempo é o senhor absoluto da razão.

        1. Apenas em ditaduras valem as decisões monocráticas emanadas de opinião pessoal de juiz. Juiz que se preza julga pelo teor da lei. Se há jurisprudência é um sinal de que a Lei foi mal redigida e precisa ser revista para que passe a valer de acordo com a jurisprudência e se é que a jurisprudência não emana convicções personalíssimas de um magistrado.

          Já existe Lei para ofensas, injuria, difamação e ameaça. Basta aplicar. Mas, como disse um outro comentarista em outro post, se há criticas severas é um sinalizador de que algo tem que ser corrigido e, na minha opinião, basta aplicar o voto impresso e contagem publica sem transporte de urnas ou outro mecanismo usado para totalização dos votos para que no mínimo 70% dessas criticas às FFAA se esvaneçam. Já que o comandante tem acesso direto ao STF basta negociar.

      2. Quando um presidente é presidente ele é presidente de todo o povo brasileiro. Não tenho político de estimação. Ao contrário você deve ser aquele favorecido na lei perversa do mal do Bolsonaro e bate palma para as coisas erradas. Mas como falei na próxima o pessoal vai fazer uma constituição federal separada para você onde haverá desenhos assim talvez você não queira confundir liberdade de expressão como ameaças. Sim existe ameaças pessoas podem dar parte e como fica se alguém fizer justiça pelas próprias mãos? Porque alguém continuou as redes sociais de fakes???? O mal se corta pela raíz. Simples assim.

  3. QAOzão pesado, casca grossa!
    Excelente!
    Velha guarda ‘vocacionada’, norteada pelo cumprimento de suas obrigações, Regulamentos e Lei.
    Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo