FAB contrata empresa para modernizar sua folha de pagamento

Brasília (DF) 07/09/2023 Militares durante entrevista para Agência Brasil antes do desfile de 7 de setembro na esplanada dos Ministérios. ( Renato Almeida Resende, Cadete da FAB. Foto Lula Marques/ Agência Brasil

Projeto vai assegurar mais agilidade e segurança aos processos de pagamento da FAB e impactará mais de 150 mil militares

Companhia é parceira tecnológica da FAB há mais de dez anos fornecendo e modernizando os radares transportáveis secundários que apoiam no controle do espaço aéreo do Brasil

A Força Aérea Brasileira (FAB), por meio da Diretoria de Administração da Aeronáutica, confiou à Indra a modernização do seu sistema de folha de pagamento, através da nova solução SIGPP, responsável pelo pagamento de todos os cerca de 150 mil militares ativos, veteranos, beneficiários de pensão, com precisão e geração automatizada de vários direitos, inclusive com cálculos feitos em outras moedas para pagamento de militares em missão no exterior.

O projeto de modernização tecnológica que será implantado pela Indra, permitirá à FAB uma eficiente sincronização com a base de pessoal, permitindo uma maior visibilidade dos fatos funcionais de impacto financeiro, como também a utilização de diversas funcionalidades para um acompanhamento diário dos cálculos da folha e uma diminuição significativa de lançamentos financeiros manuais, inclusive com a implantação automática de cálculo retroativos, além de uma redução do tempo de fechamento de folha através de regras parametrizadas para garantia automática do limite de descontos do militar.

“A confiança que a Força Aérea Brasileira deposita na empresa para modernizar o sistema de pagamento de seu pessoal é motivo de grande orgulho para a Indra. A expertise de todos os envolvidos contribuirá para melhorar os processos internos da FAB, como também beneficiará diretamente os seus mais de 150 mil militares”, declara Filipe Guedes Almeida, Diretor Executivo de Administração Pública da Indra no Brasil.

Indra no Brasil
Presente no Brasil desde 1996, a Indra é uma das principais companhias de tecnologia e consultoria do país. Conta com mais de 7 mil profissionais, escritórios distribuídos nos principais estados brasileiros e quatro Centros de Produção. A companhia faz parte de alguns dos projetos mais inovadores para o desenvolvimento econômico e tecnológico do Brasil nos setores de Transporte & Defesa e de Tecnologia da Informação (TI), os quais estão agrupados em sua filial Minsait.

Sobre a Indra
A Indra é uma das principais companhias globais de tecnologia e consultoria, líder mundial em engenharia tecnológica para os mercados aeroespacial, defesa e mobilidade, e em transformação digital e tecnologias da informação na Espanha e América Latina, por meio de sua filial Minsait. Seu modelo de negócio está baseado em uma oferta integral de produtos próprios, com um enfoque end-to-end, de alto valor e com um elevado componente de inovação, que a tornam o parceiro tecnológico para a digitalização e para as operações-chave de seus clientes em todo o mundo. A sustentabilidade faz parte de sua estratégia e de sua cultura, para responder aos desafios sociais e ambientais presentes e futuros. No fechamento do exercício de 2023, a Indra teve receitas de 4.343 milhões de euros, quase 57.000 profissionais, presença local em 46 países e operações comerciais em mais de 140 países.

NOTA DO PODER AÉREO: Clique na tabela abaixo para acessar o quantitativo de pessoal da Força Aérea Brasileira em 2023:

PODER AÉREO – Edição: Montedo.com

9 respostas

      1. “Autos salarios”?

        “Precizam”?

        “Almento”?

        Não entendi se é ironia ou o resultado da educação “a la Paulo Freire”.

  1. Tem q modernizar o uniforme camuflado da FAB, Simplesmente um lixo, feio. Parece um monte de pedintes, Palhaços, com aqueles bolsos gigantes. Única forca que ainda usa bombachas. Treco Ultrapassado. FAB tenha o EB como Exemplo e nao fica no seculo passado.

  2. Eu não preciso de aumento salarial. Vou mandar direto para o Haddad como imposto de desnutrição automática devido aos anos sem aumento salarial . Ora que dinheiro se eu perco Para o patrão?

  3. Uniforme não enche a barriga, tem que modernizar todos os sistemas, acontecem vários erros de pagamentos nos contracheques devido a falta de conhecimento de quem está operando os sistemas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo