Aniversário do 8/1 terá presença dos comandantes das Forças Armadas

General Tomás e demais comandantes em cerimônia do Dia do Exército: continência ao presidente Lula Ricardo Stuckert/ Presidência da República

Generais foram “convidados” a comparecer

Batizado de “Democracia Inabalada“, o ato em alusão ao primeiro aniversário dos atos golpistas do 8 de Janeiro terá as presenças dos comandantes das três Forças Armadas.

O evento acontecerá na segunda-feira (8/1), no Salão Negro do Congresso Nacional, e contará com as presenças de Lula e dos presidentes do STF, Luís Roberto Barroso; da Câmara, Arthur Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco.

Além dos chefes de poderes, foram convidados ministros do governo e de tribunais superiores, governadores dos estados e do DF, prefeitos das capitais brasileiras, e presidentes de assembleias legislativas estaduais.

Exigência de Múcio
A participação dos chefes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica no ato em alusão ao 8 de Janeiro foi uma exigência do ministro da Defesa do governo Lula, José Múcio Monteiro.

A avaliação é de que a presença dos comandantes demonstrará o compromisso dos militares, que foram bastante criticados por complacência com os atos golpistas de 2022, com a democracia brasileira.

Com informações de Igor Gadelha, do Metrópoles

26 respostas

  1. Aniversário do 8/1 terá presença dos comandantes das Forças Armadas”, depois dessa matéria, no começo do Blog, alguém tem dúvida de quem não quer se indispor com quem??? Precisa desenhar???

    1. Nao sei qual a surpresa dos comandantes lá.
      Desde o soldado somos treinados a bajular quem está em cima. Essa é a regra, quebrar regras para adular o chefe. Quem faz isso se da bem. O exercito nao e nada legalista.
      E sempre vive de bajulacao dando medalha diploma de amigo do batalhao e formatura para os civis que estao ocupando algum cargo. Sempre foi assim

  2. todo dia vejo matérias falando da conciliação do lula com os militares, mas na prática oq vejo na janela são todas as demais categorias ganhando reajustes, paisanos levaram 9% ano passado, PF e PRF vão levar esse ano e já há acordo para os paisanos levarem mais 9 entre 2024 e 2025. enquanto isso nós ficamos a ver navios.

    1. As entre linhas da Matéria lê-se: venham aqui prestar continência para quem manda. Igualzinho as formaturas nas unidades, só pra cantar uma canção e mostrar para a tropa quem é que manda nessa bagaça. Alguém tem dúvida se o Presidente promover os QEs, ninguém vai dar um pio, ainda vão apertar a mão de quem manda, abrir o sorriso e ficar bem quieto para garantir seu salário gordo. Assunto encerrado. Precisa desenhar???

      1. teve! “aumento de tempo de serviço” teve que entrar um militar pra mexer na nossa previdência, Ficou o ensinamento não vote em milico.

  3. E quero e novidade, se eles foram os responsáveis pelas prisões dos livros do recordes…Que mancha na historia do Exercito de Caxias.

  4. Manda quem pode, obedece quem tem juizo.
    Além dos 3 Comtes, vai tem mais estrelados prestando continência.
    Vida que segue.

    1. São cargos de confiança e portanto terão que cumprir a determinação da mesma forma que todos os ministros deverão comparecer…PONTO FINAL!!

      O mais importante é a situação Vergonhosa que os soldos dos Praças estão e suas consequências….

      Os comandantes, sim, devem exercer pressão para que os soldos sejam recomposto…..os soldos estão Baixíssimos e geram instabilidade da mesma forma que ocorreu com as PMs na década de 90 e como aconteceu com os controladores de voo no início dos anos 2000!!

  5. esses Comandantes Melancias não cansam de passar vergonha, mas essa para os currículos deles, são seres subservientes, a pior espécie cordeirinhos do molusco, ( Comandantes lambe botas ) e o cordão dos puxa sacos cada vez aumenta mais, nem parece que eles frequentarão as mesmas escolas dos generais do passado, geraçãozinha fraca de Generais, bando de Nutella medíocres.

  6. Não entendo comentários ainda existirem. São todos farinha do mesmo saco. Todas, sem exceção, ações foram encampadas pelos comandantes Militares e também todos oficiais generais
    Não duvido de ainda terem recebido apoio de grande número de oficiais superiores. Tanto de manga cheia e provavelmente até de mangas lisas.

  7. Muito interessante analisar os discursos e as atitudes.

    Os discursos, ultimamente, foram todos no sentido de afirmar que as FA são Instituições do estado e que não se envolvem e não devem se envolver com Governos, sejam eles de quaisquer espectros políticos.

    Essa foi a retórica no ano de 2023. Quem é do eB sabe das videoconferências, visitas e diretrizes dos comandantes nesse sentido.

    Agora, nos surpreendem essa notícia de que os comandantes das FA foram “convidados” – e não tenho nenhuma dúvida de que compareçam – para essa manifestação política do atual Governo sobre o “8 de janeiro”.

    Se alinhassem os discursos às atitudes, seriam inflexíveis em declinar do “convite” para participar dessa manifestação política.

    Mas não.

    Já sei até a “justificativa”: “somos ‘legalistas’ e obedientes ao comandante supremo. ‘Um manda, o outro obedece'”.

    E aí eu pergunto: onde fica a moral de cobrar do subordinado que seja alheio à “politização”? Ou, como vai exigir que o subordinado cumpra o que se prega?

    Alguma coisa errada não está certa com nossas “otoridades” do século XXI.

  8. Sem sombra de dúvidas, se o atual governo quiser extinguir o Duque de Caxias como Patrono do exército e subatituí-lo por outro militar de outrora, que fora mais à esquerda, o EB não vai dar nenhum “pio”.

    Momento excelente para toda a esquerda “se vingar”, pois não haverá nenhuma oposição.

    Como dizia aquela letra de funk: “Tá tudo dominado!”.

  9. As FA, especialmente o eB, tem uma cultura e tradições totalmente opostas a que prega a esquerda no Brasil.

    Tudo aquilo que é mais caro ao eB, em termos de valores e tradições, por exemplo, a esquerda condena e almeja justamente a implantação do seu contrário na sociedade brasileira.

    E quando assistimos comandantes das FA muito alinhados com um Governo de Esquerda, buscando “provar” que nada tem com o Governo anterior, nos surgem duas dúvidas/hipóteses:

    1. Eles são muito inteligentes e vão conseguir – não sei como – neutralizar as tentativas do governo de esquerda alterar a sua cultura e valores (como por exemplo implantando um novo currículo nas escolas militares, mais alinhado à ideologia “progressista”; ou alterando critérios de promoção de oficiais generais); e

    2. Eles são muito ingênuos e acreditam que “provando” que nada mais tem com o Governo anterior, o Governo atual não vai interferir em absoluto na cultura organizacional.

    Serão muito “inteligentes” ou “ingênuos”?

  10. Não entendo, ainda existirem comentários. São todos farinha do mesmo saco.
    Todas ações, sem exceções, foram encampadas pelos Comandantes Militares e também todos outros Oficiais Generais
    Não duvido de terem recebido apoio de grande número de Oficiais Superiores. Tanto os de manga cheia E provavelmente até dos mangas lisas.

  11. 8 de janeiro, dia da Intentona Bolsonarista, onde a chamada direita canhota tentou tomar o poder pelo terror, invadindo os poderes constituídos. Traidores da pátria, muitos fardados, que tentaram rasgar a constituição com a intenção única de se perpetuar no poder e manter cargos, mordomias e dinheiro, muito dinheiro.

  12. A coisa é bem simples. Quem não for no dia 8 de janeiro vai pra casa dia 9 de janeiro Exonerado do cargo. Ai colocam outro que obedece. E largar essa boquinha ninguém quer. Simples assim.

  13. 8/01 – Atos golpistas? Tudo palhaçada!

    Esse dia ficará marcado para sempre como o Dia da traição, em que militares prenderam vários inocentes.

    #ForaministroAlexandredeMoraesassassino
    #ForaministroAlexandredeMoraesditadorcomunista

  14. GAL Dutra vai participar e estará no palanque. “… eles pensaram que íamos defendê-los, mas no outro dia, prendemos todos. KKK….”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo