Ataque israelense mata general do alto escalão do Irã

Iranian general Sayyed Razi Mousavi. CREDIT: ISLAMIC REVOLUTIONARY GUARD CORPS

Guarda Revolucionária prometeu vingança contra Israel

Um ataque aéreo israelense realizado perto de Damasco, capital da Síria, resultou na morte de Sayyed Razi Mousavi, um alto conselheiro dos Guardas Revolucionários do Irã, segundo fontes de segurança e mídia estatal iraniana. Mousavi, que ocupava o posto de brigadeiro-general, era responsável pela coordenação da aliança militar entre Síria e Irã. A televisão estatal do Irã noticiou sua morte, ressaltando que ele havia acompanhado Qassem Soleimani, líder da força Quds, morto em um ataque de drone dos EUA em 2020.

O presidente iraniano, Ebrahim Raisi, reagiu ao assassinato de Mousavi, interpretando o ato como um sinal de fraqueza de Israel. Ele declarou que o regime sionista “certamente pagará um preço” por esse ato. Paralelamente, os Guardas Revolucionários prometeram que Israel sofreria consequências pelo assassinato.

O grupo Jihad Islâmica Palestina condenou a morte de Mousavi, descrevendo-a como um “ato covarde” e enfatizando o papel crucial dele no apoio à resistência na região e ao povo palestino. Até o momento, o exército israelense não comentou o incidente.

Por anos, Israel tem conduzido ataques contra alvos relacionados ao Irã na Síria, principalmente após o aumento da influência iraniana no país devido ao seu apoio ao presidente Bashar al-Assad na guerra civil síria. Recentemente, o Irã acusou Israel de matar dois membros dos Guardas Revolucionários na Síria, onde atuavam como assessores militares.

O envio de centenas de Guardas Revolucionários do Irã como “assessores” para treinar e organizar milícias xiitas na Síria demonstra o envolvimento profundo do Irã no conflito sírio. Combatentes do Hezbollah libanês também têm colaborado estreitamente com comandantes militares iranianos na Síria, refletindo a complexidade do conflito regional.

Com agências internacionais

17 respostas

    1. Parece que está falando dos EUA, pois em 1945 jogaram duas bombas atômicas sobre a cabeça de mulheres, velhos e crianças. É só um exemplo, sem contar Iraque, Vietnã, Laos, Coréia do Norte, Afeganistão etc. Quando se pensa de forma lógica vamos perceber que o terrorista mora logo ao lado.
      Sei que hoje em dia é difícil achar alguém racional para trocar uma ideia, então que fique claro que não estou defendendo o Irã. Só para constar.

  1. Barbudo desses sabe nem
    Fazer a barba deve ser general igual aqueles coroneis do cangaço brasileiro nunca que um homem sem disciplina desses é general nem do exercito de borneo

  2. Ministro da defesa vai ser o Nelson Jobim. E já tudo acertado, pois não teu a outra x de promover os QEs com isonomia as Taifeiros não teu certo. Mas agora ninguém vai atrapalhar nem general, seja você o mala, recalcado,mal amado, invejoso e ainda por cima ter usa paixão platônica pelos QEs O lula tem 3 anos para ajeitar o país que os Bolsonaristas conseguiram distruir. Nada melhor que um dia após o outro. O tempo é o senhor absoluto da razão..

    1. Coitados dos QE, tiveram seus direitos Cassados.
      Os mais jovens que Ficam aqui a criticá-los não sabem:
      – os pobres eram proibidos pelos seus Comandantes de fazerem inscrições para qualquer Concurso para as FFAA.
      QUE A JUSTIÇA SEJA FEITA E SEJAM PROMOVIDOS A CAPITÃO QAO COM CHQAO.

    2. O senhor precisa urgentemente marcar uma consulta com um fonoaudiólogo.
      Caso negativo não passará na Inspeção de Saúde para fins de promoção.
      Nessa idade, fase da vida trocar a letra d pela t é de chocar, um total desleixo de sua parte.
      Até hoje não ter providenciado tal procedimento de Saúde é inadmissível.
      Não “teu” certo é totalmente inadequado para um Subtenente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo