Preso por atropelar três pessoas, sargento do Exército diz não ter R$ 100 mil da fiança e é liberado pela Justiça

Carro teve a frente totalmente destruída (Reprodução: TV Correio Marabá)

Militar foi preso por embriaguez após atropelar trabalhadores em parada de ônibus

Marabá (PA) – Ao juiz titular da 2ª Vara Criminal de Marabá, Marcelo Andrei Simão Santos não restou outra alternativa se não mandar soltar o sargento do Exército Brasileiro que se envolveu em um acidente, que resultou no atropelamento de trabalhadores que estavam em uma parada de ônibus em Marabá no sudeste paraense.

Segundo a defesa do réu, [D. S. S.], que é militar do Exército Brasileiro, alegou não ter condições de pagar a fiança estipulada no valor de R$ 100 mil reais, por ter se envolvido num acidente, no dia 24 de novembro deste ano.

O sargento foi preso por volta das 7h da manhã do dia 24 de novembro de 2023, após atropelar três operários que trabalham para o consorcio Ponte do Rio Tocantins.

Os trabalhadores aguardavam num ponto de ônibus a condução para se deslocar até o trabalho quando foram abalroados pelo militar.

O sargento foi preso em flagrante e um teste de etilômetro comprovou que ele estava embriagado.

O juiz plantonista Caio Marco Berardo aplicou fiança no valor de R$ 100 mil reais, entretanto o militar alegou que não tinha condições de recolher a fiança.

O caso então foi passado ao juiz Marcelo Andrei, que após ouvir as alegações do militar optou em soltá-lo, já que essa decisão seria o caminho natural caso seguisse para o Tribunal de Justiça do Estado do Pará. Ele vai responder o processo em liberdade, por enquanto.

Se o Ministério Público oferecer a denúncia, o caso vai para a audiência de instrução o que pode resultar em uma eventual condenação de crime de trânsito. (Com apoio de Edinaldo Sousa)

DOL CARAJÁS – Edição: Montedo.com

5 respostas

  1. BANDO DE BUNDA MOLE, fica falando bobagem dos colegas QE, QUESA, mas se as coisa continuarem desse jeito, amanha os senhores estarão no mesma lugar, pedindo esmola ao governos, o Legislativa e o Judiciário, de bolso cheio, acorda cara de pau, nos estamos jogado a própria sorte, acorda Brasil.

    1. QE devia ir era pro MOBRAL… é tanto erro de Português que não dá para entender nada… e promover esse povo no canetaço, sei não hein…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo