Quase R$ 1 milhão em cheques, armamento e drogas: Exército e polícia fazem operação contra CACs em MG

Operação "Cessar-fogo" cumpre mandados em Uberaba, Fronteira e Campo Florido — Foto: Gaeco/Divulgação

Operação ‘Cessar-fogo’ cumpriu sete mandados de busca e apreensão em Uberaba, Campo Florido e Fronteira. Segundo o Gaeco, houve prisões em flagrante por porte ilegal de arma de fogo.
g1 Triângulo — Uberaba

Uberaba (MG) – Sete mandados de busca e apreensão foram cumpridos nesta terça-feira (28) em uma operação contra colecionadores, atiradores desportivos e caçadores (CACs) que tiveram o registro cancelado no Sistema de Gerenciamento Militar de Armas (Sigma) em Minas Gerais.

Dinheiro, armas e drogas foram apreendidas, e houve prisões em flagrante. A operação “Cessar-fogo” foi realizada pelo Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado de Uberaba (Gaeco), pela Polícia Militar e pelo Exército Brasileiro. Os mandados foram cumpridos em Uberaba, Campo Florido e Fronteira.

Segundo as forças de segurança, durante a operação foram realizadas prisões em flagrante por posse ilegal de arma de fogo, lavagem de dinheiro e posse de drogas. Também foram apreendidos vários armamentos, quase R$ 100 mil em dinheiro e R$ 1 milhão em cheques.

Dinheiro apreendido na operação Cessar-Fogo em Uberaba — Foto: Gaeco/Divulgação

Ainda conforme os órgãos, as investigações começaram após o Exército receber informações de que os armamentos continuavam sendo usado pelos atiradores mesmo sem o registro. Com isso, a operação visou desmobilizar e desarmar agentes e ações criminosas em potencial.
O número total de prisões e de armas apreendidas na operação ainda não foi divulgado.

g1

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo