Defesa de Bolsonaro nega golpismo e diz que irá à Justiça por calúnias

O presidente Jair Bolsonaro participa da formatura de cadetes na AMAN, em Resende Gabriel de Paiva

Em colaboração premiada à PF, tenente-coronel Mauro Cid afirmou que Bolsonaro teria se reunido com Forças Armadas sobre intervenção militar
Ana Flávia Castro
A defesa do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) se manifestou, nesta quinta-feira (21/9), sobre o suposto conteúdo da delação premiada do tenente-coronel Mauro Cid. Em nota, representantes do ex-mandatário afirmam que ele “jamais tomou qualquer atitude que afrontasse os limites e garantias estabelecidas pela Constituição e, via de efeito, o Estado Democrático de Direito”.

A manifestação ocorre após a imprensa noticiar que o ex-ajudante de ordens de Bolsonaro teria afirmado, em delação premiada à Polícia Federal (PF), que o ex-chefe do Executivo federal se reuniu com a cúpula das Forças Armadas e ministros no ano passado, com o tema intervenção militar em pauta. A intenção seria impedir a troca de governo.

“A defesa do Presidente Jair Bolsonaro, diante das notícias veiculadas pela mídia na data de hoje sobre o suposto conteúdo de uma colaboração premiada, esclarece que: 1. Durante todo o seu governo jamais compactuou com qualquer movimento ou projeto que não tivesse respaldo em lei, ou seja, sempre jogou dentro das quatro linhas da Constituição Federal”, diz a nota divulgada à imprensa.

Sem citar diretamente Cid, os advogados de Bolsonaro defenderam ainda que pretendem adotar “medidas judiciais cabíveis contra toda e qualquer manifestação caluniosa, que porventura extrapolem [sic] o conteúdo de uma colaboração que corre em segredo de Justiça, e que a defesa sequer ainda teve acesso”. Leia mais.

METRÓPOLES

 

8 respostas

    1. O Bozo em tudo Colocava o nome de Deus, vivia elevando sua vida política em nome de Deus, mas que suas práticas não correspondia a vontade de Deus, pois em quase tudo pregava mentiras e sendo biblicamente o diabo o pai da mentira…vai entender esta fé!!!

  1. Imagina Bolsonaro querer dar um golpe com apoio das FA! Isso é um absurdo! Ele já tinha um exército dele! Podem confirmar nas gravações à respeito…

  2. O Feitiço virei contra o Feitiçero. Um oficia ajudante de ordens sabe de muita coisa , mas trabalhando diretamente com Bolsonaro, muita coisa vai vim a tona ainda, espera-se a Verdade, da Delatação do Ten cel Cid. Oficial não mente,.Deus Salvou nossa Pátria.

  3. Coitado. É muita inocência.

    Ele acha mesmo que o Judiciário vai levar em consideração sua defesa?

    Vai logo se preparando para ver o sol nascer quadrado.

    Tá okay?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo