Defesa cria grupo de trabalho para analisar efeitos da Lei nº 13.954 sobre os integrantes dos Quadros Especiais das Forças Armadas

QE

O Ministério da Defesa vai analisar os impactos da lei 13.954, que alterou as regras para a aposentadoria dos militares,  especificamente à situação dos integrantes dos Quadros Especiais das Forças Armadas.

Segundo a portaria publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (12), um grupo de trabalho deve avaliar “a necessidade de aperfeiçoamento da legislação de pessoal militar relacionada às praças integrantes dos Quadros Especiais das Forças Armadas”.
O grupo é formado por representantes do ministério, além de oficiais da Marinha, Aeronáutica e Exército.Os encontros podem ser realizados de maneira presencial ou por meio de videoconferência. Os integrantes têm um prazo de 90 dias para concluir as atividades.

Confira a íntegra do documento:
PORTARIA GM-MD Nº 4.539, DE 6 DE SETEMBRO DE 2023

99 respostas

  1. Que hilário, os generais sendo pautados pelos sargentos QE!

    Kkkkkkkkkkkkkkk

    É fim de linha mesmo. Se Até sargento QE enquadra esse pessoal, imagina o que vai fazer Moraes, Barroso e Cia Ltda.

    Hahahaha.

    1. Os QE não estão enquadrando ninguém, maldade sua, na verdade só estão correndo atrás do que acreditam ser o certo. Deixe-os pois a luta é justa e eles estão de parabéns.No último desgoverno , os generais correram atrás do que achavam certo e catapultaram seus salários as alturas, isso foi certo ou errado ? foi certo,então os QEs também acham que foram injustiçados por não terem uma carreira DIGNA e serem tratados como – Sargentos de 2ª categoria – embora com as mesmas funções doS oriundoS da ESA.iSSO é certo ou errado? é certo ! Eles já são vencedores, além de BRAVOS, adjetivo raros entre militares.A carreira dOS QEs era pra ter sido resolvida na década de 90, as PMs assim fizeram, mas no eB, faltou a renegada AFEIÇÃO.

      1. Verdade meu camarada , esqueceram de falar que os sgt QE da marinha fuzileiros e marinheiros, Sao concursados concurso público e prova para cabo. E terminam a carreira com 2 SGT .isso niguem falar .

        1. – força aérea da mesma forma…Os QESAs da fAB primeiramente prestavam “CONCURSO” para Soldados de primeira classe, posterior a isso “CONCURSO” para cABOS, acabando suas carreiras como 3° sgt….recentemente houve uma mudança na lei, onde também todos da ativa serão promovidos a 2° sgt.

    2. Para os carreiristas de sangue azul…o silêncio e a melhor resposta…

      em vão não é que o caras são de uma categoria especial…

      orgulho de ser filho de um praça deste quadro tão descriminado por militares de carreira.

    3. Verifico que voce nao é militar e nem Entende dessas Questões… pois a lei nao Alcançou os militares dos quadros Especiais… esta mais do que Provável… por isso o grupo de trabalho… mas só entende quem é das forças armadas…lamentavel

      1. Esse inseto que falou dos praças. É uma barata de esgoto podre.os oficiais foram os mas beneficiados nessa lei de 2019 .era para ser afetado primeiro..e outra quando vão para reserva além de um super salarios .ainda consegue consultoria com salarios em mas de 60 mil reais e os praças só problemas de saúde. Então verme ,parasitas não fale ods praças.e em desde 1990 até 2018 os praças só perde seu direitos..

    4. A inveja é demais, sua mente é fraca pois só pensa e faz maldade, mas com essa suas palavras de baixo nível não vai nos prejudicar, Deus é mais, e se afasta de nós maldito, orar e pedir perdão por ficar falando mal dos outros ⛪⛪🏥🏴‍☠️🏴‍☠️

    5. Meu caro sgt Torres quadro especial rj no meu batalhão os únicos sv que não tirei foram na saúde e no rancho e de oficial de dia e minha habilitação e de 12 por cento que é de sd fui chefe da seção elétrica de máquinas e auto missão de paz ganhando vários elogios não me importa ser sub ou não mais essa habilitação e injusta e a retirada de direitos pela nova lei é uma vergonha para a instituição

    1. três civis são os coordenadores do GT,o que mostra que jogo virou para os QES, além de terem um representante QE de cada força para o início dos trabalhos. Essa luta dos QEs é histórica e já virou lenda.

    1. Neste BLog Vez Por Outra Aparece Uma – Alma SEBOSA – DEpreciando A Causa Dos QEs,Eles Disfarçam, Mas Sabem Que A Luta Deles Já E Reconhecida Oficialmente Pelo Governo Do PT E Seus Quadros. Os Principais Líderes Do Governo Conhecem A – CAUSA QE – Entre Eles Está O Ministro Paulo Pimenta,Tradicional Defensor Dos QES, Aliás Foi Esse Ministro O Responsável Pela Promoção Dos QES A 2º Sgt E Também Criou Uma Carreira Para Os QEs Da BrigaDA Militar Do Sul.Além De Outros Como O Dep Glauber Rocha,Erika Kokay,Fernanda Melchionna,Gleisi Hoffman… O Trabalho Contínuo Dos QES Chegou Nas Mãos Do Próprio Presidente LULA. E O BOLSONARO ? RECEBEU Algum QE?? Alguma Pensionista ? Alguma Associação De Praças ? Recebeu A Dona Ivone Luzardo? , A Kelma COSTA ? ALguém Da Direita Foi Contra A Lei 13.954 ?? Contra Fatos , Não Há Argumentos.

  2. Avante bravos QEs!!!A luta De classe de vcs atingiu o mais alto nível político,vcs enfrentando toda sorte de obstáculos estão mostrando para toda a classe militar o que é fazer política!!! Vcs entraram no EB pela seleção do Serviço militar que é a essência da cidadania( vencendo milhares de candidatos) fizeram um concurso interno para ascender ao CFC( nas Pms existem concursos internos, mas só no EB que procuram desmerecer seus méritos de aprovação,e o mais feio, o desprezo pela classe Vem do alto comando, justamente eles que foram para a ESPCEX mediante cotas do Colégios militares) e depois de anos de lutas estabilizaram, enfrentando a selva e todo tipo de adversidades e abuso!!!Parabéns!! O projeto de lei de suas promoções já está feito!!! É só Questão de tempo!!!Parabéns!!! Exemplo de luta para todos das FFAA!!!

    1. Qual é mesmo o critério para se avançar na hierarquia das FFAA? seria metitocracia?
      Conhecesse vossa Senhoria a história do Quadro Especial, não falaria dessa forma.

  3. Apesar de acreditar que não dará em nada, pois os generais jamais vão querer assumir que alguem foi prejudicado. Mas pelo menos o atual MD teve a hombridade de criar a comissão, coisa que o ex MD Tratou com descaso.

  4. Montedo,solicito se possível não publicar comentários depreciativos ou discriminatório dos sgt do QE em relação aos seus pleitos,como o cidadao que se intitula ST e Braga,agradecido se atendido pois devemos acima de tudo ter respeito.

    1. Deixa de desconsiderar o Curso alheio, eu desejo sorte a vcs, mais cada macaco no seu galho, não posso falar da formação da F Aeronáutica e da Marinha assim como vocês não podem falar da formação no Exército e cada um na sua.

  5. Os militares QE têm o direito de se manifestarem se foram prejudicados.

    Cuidando-se de militares do quadro de temporários, isto é, admitidos por prazo limitado, como previsto no art. 2º, § 2º, b, da Lei 7.150, de 1º-12-1983, não há reconhecer-lhes direito à permanência em atividade, após cumprido o prazo de incorporação. Inaplicabilidade, a tais servidores, da norma do art. 19, do ADCT, de 1988, restrita a servidores civis.
    [RMS 21.614, rel. min. Ilmar Galvão, j. 23-3-1993, 1ª T, DJ de 16-4-1993.]
    = RMS 22.311, rel. min. Gilmar Mendes, j. 25-11-2003, 2ª T, DJ de 12-3-2004

  6. Realmente vcs foram Prejudicados! Mas
    Vc dizer que entrou pela porta Da frente!
    Está querendo Dizer que o pessoal do quadro especial não entrou pela porta da frente? Acho que vc esta equivocado! Se vc
    Considera a estabilidade desse pessoal errado deveria Reclamar com o comando
    Exército e o estado maior Onde se faz as portarias e legislação! Ou em vez de ficar tentando denegrir a imagem desses profissionais,vai se organizar e lutar pelo
    Que vc considera que foi prejudicado!
    O tal concurso Público que vc fala e não deve saber que antigamente os generais oriundos de Colégios militares passavam direto para a
    ESPCEX/ AMAN sem o dito concurso Público.
    portanto vai buscar o seu direito e pare de encher O saco com Comentários Ridículos.

  7. Os sgt QE de incorporados 86 tiveram decréscimo pois o adicional foi de 16% e tinham 16 % de tempo de sv ai aumentou os descontos .tomara que se corriga a pouca vergonha que os nossos Digníssimos generais cometeram, mas é muito difícil

  8. Detalhe: O coordenador e mais dois secretários São civis , o outros são Oficias das FFAA. A esquerda sabe que se deixasse o GT nas mãos dos generais, o resultado seria desfavorável aos QES,tipo: Eles não fizeram concurso e deveria agradecer a Nós ( os donos do EB) em deixá-los Estabilizar;eles têm a 4° série ; eles são feios e coisa e Tal.Eita QEezada que tem o meu respeito,lutam pela dignidade De suas Famílias enquanto Generais se vacinavam as escondidas para não desagradar o capitão Falastrão e perder a boquinha voraz por Mamata.Vcs merecem, o caminho está sendo aberto para os praças se libertarem daquele lenga-lenga que o cMDO está preocupado e blá-blá-blá… conversa fiada,agora mesmo a imprensa já percebeu que eles perdem aumento em razão da situação miserável dos sargentos, cb e Soldados,sendo que o aumento também beneficiará eles, que estão ricos, com a Lei do Mal II, farinha pouca meu pirão primeiro.

  9. Se o advindo do baixo clero tivesse conseguido se reeleger, sem chance, não haveria Grupo de Trabalho. Agora, neste governo, mais humano, acredito que haverá empenho de todos os envolvidos, inclusive dos integrantes do GT, para uma solução que atenda, que seja justa, para os integrantes dos Quadros Especiais das três forças.

  10. Só vai ter reajuste depois que o tesouro pagar os calotes que os países latinos e africanos deram no BNDES. Sem contar a dívida de R$ 900 bi que a Petrobras ainda está pagando. Sem contar a refinaria estatizada pelo exercito da Bolívia, na verdade, uma doação dos ricos brasileiros ao povo pobre daquele pais. Tem mais.

  11. Quando não querem ajudar fazem assim:
    cria-se um grupo de estudo; Um grupo tarefa; inúmeras reuniões etc.
    É sempre a mesma coisa e nada de melhora.
    Para melhorar é só querer, até uma conta simples e rápida de padaria esclarece tudo.
    O que impera é a falta de vontade com aqueles que ficaram para trás.

  12. Parabéns aos QE! Isso só prova que a lei 13.954 foi mais um golpe do falso Meçias. Tem muita coisa a ser corrigida, pois a lei foi feita pelo EB, deixando muita sequelas Nas damais Forças.

  13. Neste BLog vez por outra aparece uma – Alma SEBOSA – DEpreciando a causa dos QEs,eles disfarçam, mas sabem que a luta deles já e reconhecida oficialmente pelo governo do PT e seus quadros. Os principais líderes do Governo conhecem a – CAUSA QE – entre eles está o Ministro Paulo Pimenta,tradicional defensor dos QES, aliás foi esse Ministro o responsável pela promoção dos QES a 2º Sgt e também criou uma carreira para os QEs da BrigaDA Militar do Sul.Além de outros como o Dep Glauber Rocha,Erika kokay,Fernanda Melchionna,Gleisi Hoffman… o trabalho contínuo dos QES chegou nas mãos do próprio presidente LULA. e O bOLSONARO ? RECEBEU algum QE?? Alguma pensionista ? alguma associação de praças ? Recebeu a Dona Ivone Luzardo? , A Kelma COSTA ? ALguém da direita foi contra a Lei 13.954 ?? Contra fatos , não há argumentos.

    1. É bom lembrar que a luta dos QEs é da década de 80, pois em 1984 os QESAS levaram uma rasteira do CMDO DA FAB e viram as CABOS femininas serem transformadas da noite por dia em sargentos de carreira com a possibilidade de atingirem a graduação de SO. A causa QE não é em razão da lei dos generais – 13.954 – e sim de décadas de abandono e desprezo por parte do COMANDO.

    2. Recebeu a Dona Ivone Luzardo? A Kelma COSTA ? Vocês nunca apoiaram essas lutadoras, basta ver os votos que receberam quando foram candidatas. Conta outra historia que essa não cola.

  14. Fico olhando as postagens aqui de alguns companheiros de caserna, se e que da pra chamar companheiros. Pois me parece que são pessoas que estão preocupados com a luta dos menos favorecidos, dos deixados para trás. O irônico é que quando estamos na caserna ou em missão a frase que mais se usa é “NINGUÉM FICA PARA TRÁS”. Minha observação sobre isso é que ou são pessoas que não precisam de nada e ninguém nesta vida, são superiores a tudo, estão com a vida resolvida, e por isso ficam enviando mensagens desmotivando, atrapalhando, tentando causar a desunião entre os superiores e seus subordinados. Só tenho uma frase para isso: O MEDO E O DEMÔNIO DE TODOS OS FATORES, PIOR QUE UM DEMÔNIO E UM HOMEM QUE USA A PALAVRA PARA GERAR DESUNIÃO.

    1. E depois quem sabe Major …kkk qual o problema? Kkkk brincadeiras a parte, as FA criaram o problema, digamos assim, estabilizar o pessoal sem concurso público, depois quiseram abandonar “todes” 😜desta classe, está errado. Pariu o bebê, agora cuida dele.
      Entendo perfeitamente o pessoal da ESA, nos últimos anos são mil e uma exigências, interstícios longos e uma vida toda para chegar na graduação de S Ten, o fato é que são guerras distintas.

  15. O Sr Ministro da Defesa José Múcio demonstra habilidade, com a ideia de consertar o estrago feito internamente em primeiro plano. Alguns políticos sem escrúpulos e sem palavra prometeram ajustes por decreto e não cumpriram. O saudoso Major Olímpio gravou um vídeo, chamando-os de mentirosos, creio que ainda esteja disponível no Youtube.

  16. O canto dos jurunas/QE/Paiakans, alguns com concurso externo -MB e FAB- e outros com interno -EB- ecoou e foi ouvido. Parabéns a essa classe tão sofrida e vilipendiada pelos seus próprios colegas de profissão.

    1. Por falar em canto, lembrei do refrão do hino feito para louvar os destesmidos QES!
      … QE Qezinho
      QE QEEZAo
      Entrou no EB pra Ser Sd
      Mas forte e viril peitou
      o Cmdo e Lindo saiu segundão(estribilho)

      Esse lindo hino foi escrito por um Cb véi da fronteira. É proibido de ser cantado em forma.

        1. Não ao contrário, sou um admirador da luta dELES,pois são corajosos e sempre os vi como os verdadeiros – GUERRA NA SELVA – do Exército ,pois passaram décadas na amazõnia,muitos morreram sem nunca terem voltado para casa,pois foram para a fronteira em busca da estabilidade,OUTROS FICARAM na fronteira , a vivificaram , casaram-se,ocuparam os espaços da vasta amazõnia.Acompanhei alguns,via sua operacionalidade,FORAM COBAIaS PARA APERFEIÇOAR A DOUTRINA DE SELVA, ADMIRO A DEDICAÇÃO DELES,.o CMDO DO EB nunca deixou – NENHUM deles – SE aperfeiçoar e fazer o curso do CIGS, ao contrário, preferia levar – PMs e bombeiros – de todo o Brasil para cursar o GUERRA NA SELVA e depois voltar para suas funções de policia e bombeiro no litoral e ficar GRITANDO – selvaaaaa – E uma vez por ano ir para uma unidade do EB para confraternizar junto com os – GUERRAS – no dia do GUERREIRO DE SELVA. parece piada né? mas é a realidade,nem mesmo um simples curso de combate foi oferecido aos QES da Amazônia.Torço pela sua vitória irmão Do Quadro ESPECIAL !

  17. Os QE não querem sair st apenas corrigir as coisas tipo tempo de sv que foi usurpado juntaram com a gratificação que deu no mesmo mas algums espertos não querem entender mas ficam pefindo rejuste no soldo para todos assim ganham novamente

  18. Fui forma por QE, na verdade Juruna pois eu foi Sd da FAB. Abraço a todos os juradas deste Brasil de Meu Deus!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  19. Os sgt QE fizeram concurso sim. Fizeram a prova do “CAJU”. Questão 1) Quem descobriu a america foi Cristóvão co……………: a) picanha b) lombo. Kkkkkkk

  20. Não consigo entender a imbecilidade de alguém que veste a mesma farda e vem questionar e depreciar colegas de farda. Certamente lambe botas de oficial ou algum frustrado que está no EB por não ter sido aprovado para nenhum outro concurso. Servi com muitos QEs…motoristas de VBR, Armeiros, grande maioria excelentes profissionais. Sigam na luta. Os generais já levaram muito e afundaram com as FFAA.

  21. Afinal porque esse comportamento passivo-agressivo com os QEs?

    Algumas pessoas possuem um padrão de comportamento passivo-agressivo muito evidente, sendo uma espécie de traço de personalidade.
    O passo mais importante é reconhecer o comportamento passivo-agressivo.
    Mas o que vem a ser o comportamento passivo-agressivo?
    O comportamento passivo-agressivo é caracterizado pela junção da passividade e da agressão em um comportamento apenas. Estes comportamentos podem ser expressos por

    Vitimização

    São vitimas por que estabilizaram os QEs e desejam gratidão eterna por parte dos “jurunas” como gosta de chamar os sargentos QEs.

    ATO DAS DISPOSIÇÕES CONSTITUCIONAIS TRANSITÓRIAS 1988

    Art. 19. Os servidores públicos civis da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, da administração direta, autárquica e das fundações públicas, em exercício na data da promulgação da Constituição, há pelo menos cinco anos continuados, e que não tenham sido admitidos na forma regulada no art. 37, da Constituição, são considerados estáveis no serviço público.

    Procrastinação:

    Simplesmente adiaram por 30 anos a regulamentação do quadro para o hoje alegar falta de meritocracia.

    Teimosia:

    Teimam e não admitem o obvio de que os QEs são brasileiros e tem direitos como sargentos do eb.

    Ressentimentos

    São ressentidos por quê não admitem que a carta constitucional de 1988 que substituiu a de 1967 oferece oportunidades a todos brasileiros diferente da anterior que só tirava direitos

    Desta maneira, os principais pontos da Carta Magna de 1967 eram:

    • O presidente era eleito de forma indireta, por um Colégio Eleitoral, em sessão pública, para um mandato de quatro anos.
    • cassação e suspensão de direitos políticos pelo Poder Executivo,
    • estabelecia o bipartidarismo,
    • determinava eleições indiretas para governadores e prefeitos,
    • instituía a pena de morte para crimes contra a segurança nacional,
    • restringia o direito de greve,
    • aumentava a Justiça militar, estendendo o foro especial a civis.
    Mais tarde, em 1968, foi incorporado o AI-5 que determinava:
    • O fechamento do Congresso por parte do Poder Executivo,
    • a censura prévia aos meios de comunicação,
    • intervenção militar em estados e municípios,
    • suspensão de direitos civis e políticos dos cidadãos, que cometiam crimes contra a Segurança Nacional.

    Os trabalhos da Constituinte se desenvolveram de fevereiro de 1987 a setembro de 1988 e marcaram o processo de redemocratização do país, após o regime militar.
    A Constituição de 1988 foi escrita após o final da Ditadura Militar e determinou os direitos e obrigações dos cidadãos e dos entes políticos do nosso país. Por ter sido criada ao final da ditadura e por ter sido resultado de um amplo debate com a população, ficou conhecida como Constituição Cidadã.

    Principais Características

    1. Direitos Trabalhistas
    A nova constituição consolidou diversos conquistas aos trabalhadores, como:
    • O abono de indenização de 40% do FGTS na demissão e o seguro-desemprego;
    • O abono de férias e o 13º salário para aposentados;
    • Jornada semanal de 44 horas, quando antes era de 48 horas;
    • Licença maternidade de 120 dias e licença paternidade de 5 dias;
    • Direito à greve e a liberdade sindical.
    2. Direitos Humanos
    Além disso, várias outras conquistas foram alcançadas no campo dos direitos humanos:
    • Fim da censura dos meios de comunicação;
    • Liberdade de expressão;
    • Direito das crianças e adolescentes;
    • Eleições diretas e universais com dois turnos;
    • Direito ao voto para os analfabetos;
    • Voto facultativo aos jovens entre 16 e 18 anos;
    • A prática do racismo passou a ser crime inafiançável;
    • Proibição da tortura;
    • Igualdade de gêneros;
    • Fomento ao trabalho feminino.
    3. População Indígena
    A Carta Magna de 1988 determinou que os índios teriam a posse das terras que ocupavam bem como aquelas que eles tradicionalmente ocupavam.
    Também garante à União o direito de legislar sobre os índios e garantir a preservação dos seus costumes, línguas e tradições.
    4. Quilombolas
    Igualmente, a Constituição de 1988 reconheceu o direito de posse às terras ocupadas por remanescentes de Quilombos.
    Estrutura da Constituição Federal
    A Constituição de 1988 está estruturada em nove títulos, a saber:
    • Título I – Princípios Fundamentais
    • Título II – Direitos e Garantias Fundamentais
    • Título III – Organização do Estado
    • Título IV – Organização dos Poderes
    • Título V – Defesa do Estado e das Instituições
    • Título VI – Tributação e Orçamento
    • Título VII – Ordem Econômica e Financeira
    • Título VIII – Ordem Social
    • Título IX – Disposições Gerais
    A Constituição rege o ordenamento jurídico do país, estabelece regras que regulam e pacificam os conflitos de interesse dos grupos que integram uma sociedade.
    Mudanças no texto da constituição estão previstos por lei e podem ser feitas através de emenda constitucional.
    Com exceção das cláusulas pétreas (aquela que não podem ser alteradas), entre elas estão:
    • O Sistema Federativo do Estado;
    • O voto direto, secreto, universal e periódico;
    • A separação dos poderes;
    • Os direitos e as garantias individuais.
    Após 25 anos em vigor, completados no dia 5 de outubro de 2013, a Constituição já recebeu 75 emendas constitucionais.

    Portanto o real motivo desse ódio ao QEs na verdade é a discordância da carta de 88, foram os políticos que deram esse direito então que os políticos cuidem deles cuidaremos dos sgt da escola. Afirmando eles os QEs não têm meritocracia, para a ESA tudo para os QEs as linhas frias da constituição de 88, ponto final.

  22. O Certo Que A Partir De 05 De Outubro De 1988, Não Existe Mais O Concurso Interno Para Ingresso No Cargo Efetivo Nas Forças Armadas, A CF 88 Passou A Exigir O Concurso Público, Sendo Pré-Requisito Para Estabilidade.

    A Lei Deve Conter Os Requisitos Para O Cargo E As Atribuições E A Respectiva Remuneração De Acordo Com A Complexidade Do Cargo.

    Cada Força, Exército, Marinha E Aeronáutica, Que Fazem Por Conta Própria As Atribuições Dos Cargos, Estabelecem Os Requisitos Para Investidura E A Remuneração, isso acho muito estranho.

    Xxxxxxx

    § 1º A Fixação Dos Padrões De Vencimento E Dos Demais Componentes Do Sistema Remuneratório Observará:

    I – A Natureza, O Grau De Responsabilidade E A Complexidade Dos Cargos Componentes De Cada Carreira;

    II – Os Requisitos Para A Investidura;

    III – As Peculiaridades Dos Cargos

  23. Pedimos oficialmente para realizar o Curso de Aperfeiçoamento Sargento e foi negado. E favor ajudar o site, pois não consigo adicionar letras minúscula no comentário Rs

  24. Acredito q essas reuniões não darão em nada. Só vão enrolar. Mas mesmo assim, parabenizo os colegas do Quadro Especial. Ao menos estão sendo ouvidos, coisa que o último governo não fez. Seria ótimo se nossa classe fosse mais unida. Mas infelizmente, a arma que mata o sargento tem divisa.

  25. Lendo alguns comentários acima, que gratuitamente atacam os QE, me lembro de uma frase de um cabo conhecido pela alcunha de “Joul”. Disse ele: – o exército brasileiro é o exército mais completo que existe no mundo, pois até os inimigos nós já temos aqui dentro.
    Ele se referia a esse bando de detraques que tem dentro do exército, e que tem por “esporte” favorito atacar outros militares.

  26. Para o Anônimo de
    14 de setembro de 2023 às 09:32

    Não vou dizer sobre inconstitucionalidade, somente ilegalidade, a reserva de vagas em cargo público para candidatos oriundos dos Colégios Militares (cotas), ofende o art. 37, inc II, da CF, o edital extrapola os limites das atribuições Lei n.° 9786, de 08 Fev 99, que deve apenas regulamentar os cursos e não o poder de reservar vagas (cotas) de cargo público para serem preenchidas por determinada categoria.

    A reserva de vagas (cotas) para preenchimento de cargo público deve estar previsto em lei, no sentido estrito, entretanto todos participaram do “concurso público”.

    EDITAL N° 2/CDC, DE 2 DE JUNHO DE 7999

    CONCURSO DE ADMISSÃO À ESCOLA PREPARATÓRIA DE CADETES DO EXÉRCITO

    O Ministério do Exército, através do Departamento de Ensino e
    Pesquisa (DE), amparado na Lei n.° 9786, de 08 Fev 99-Lei do Ensino
    no Exército e por intermédio da Escola Preparatória de Cadetes do
    Exército (EsPCEx) faz saber que estarão abertas, -no período de 01 de
    Julho a 31 de Agosto de 1999, as inscrições para o Concurso de Admissão
    à EsPCEx, observadas as seguintes instruções:

    DISPOSIÇÕES GERAIS

    Art. 1° – O presente concurso será regido pelas Instruções Reguladoras
    do Concurso de Admissão e de Matricula (IRCAM) na EsPCEx.

    Art. 2° – O concurso destina-se a selecionar candidatos para o
    preenchimento de 430(quatrocentas e trinta) vagas, disputadas em âmbito
    nacional, sendo 215(duzentas e quinze) vagas para o segmento de
    candidatos oriundos dos Colégios Militares e 215 (duzentas e quinze)
    vagas para o segmento de candidatos das demais origens.

    (DOU N°112 TERÇA-FEIRA, 15 JUN 1999, SEÇÃO 3, PAG 4).

    1. Boa noite

      Vejo que o pessoal do exército gostam de humilhar os sargentos do quadro especial QE.
      Pois, na aeronáutica, todos respeitam os sargentos do quadro especial QESA.

    2. – Bom dia Cap América… poderia colocar sua história de militar aqui no Blog ??? Talvez se os Estúdios de Hollywood identificar que temos um herói “CAMUFLADO” aqui no Brasil, possam fazer um filme da sua vida, oque acha CARA PÁLIDA ?

  27. Havendo vontade política, tudo é possível. E pela conjuntura, há. O governo está ciente do problema, caso contrário o GT não seria criado.

  28. Algum militar desse quadro especial do Exército pode explicar o motivo pelo qual ingressaram no serviço militar obrigatório e optaram por não se submeter a concurso público para a escola de sargentos? Li aqui no Blog postagens de outros militares que também incorporaram no Exército para prestação do serviço militar obrigatório, mas ainda como soldados ou cabos, prestaram concurso para a escola de sargentos de carreira do exército. Esses pelo que entendi são submetidos ao curso de aperfeiçoamento, onde são avaliados e submetidos a testes físicos e intelectuais e, por mérito, promovidos até a graduação de subtenente. Os sargentos do quadro especial querem promoção a subtenente sem a submissão aos mesmos critérios dos demais?

    1. Resposta ao cidadão que não sabe porque o Sgt QE não fez escola.
      Muitos não tinham a escolaridade exigida na época do concurso
      Outros não passaram no concurso por falta de capacidade intelectual. Tentaram e não obtiveram êxito.
      Os demais quando conseguiram a escolaridade exigida não tinham mais a idade permitida para prestar o concurso que nos anos 80/90 era de 23 amos.
      Se você for civil está explicado o seu desconhecimento.
      Se for militar você é um Dissimulado mau carácter
      Por imaginar que a grande maioria dos QEs ,por opção ou vontade própria não prestaram o concurso para a ESA ou escolas similares nas demais forças.
      Não ter cursado a escola não torna os membros do QE maus militares, muito pelo contrário.
      Todo ser humano é ímpar e tem uma genética única com Facilidades e dificuldades físicas e intelectuais.
      Resumo você é um mau caráter nasceu assim e não vai mudar!

      1. Ao anônimo de 16 de setembro de 2023 às 13:22.
        O que sobra de vosso comentário são as afirmações:
        “Muitos NÃO TINHAM A ESCOLARIDADE EXIGIDA na época do concurso
        Outros NÃO PASSARAM NO CONCURSO POR FALTA DE CAPACIDADE INTELECTUAL. Tentaram e não obtiveram êxito.
        Os demais quando conseguiram a escolaridade exigida NÃO TINHAM MAIS A IDADE PERMITIDA para prestar o concurso que nos anos 80/90 era de 23 amos.” (os trechos em caixa alta são para destacar o cerne do assunto).
        Em resumo, toda essa celeuma criada pelos militares do quadro especial busca em verdade, não reparar eventual injustiça, mas dar o famoso jeitinho para alçar à graduação superior quem não foi capaz de evoluir na carreira por mérito próprio.
        Agradeço os esclarecimentos, Os demais impropérios emitidos por vossa senhoria são falácias ad hominem.
        Paz e bem.

        1. Está claro que você é totalmente a favor a divisão de classes, castas , nobres e súditos.
          Está no cerne de seu carácter que o
          mais umilde não possam ter uma renumeração justa e digna.
          Para você um QE não tem direito a nada!
          Fico imaginando você aguardando em uma fila de um Hospital militar ou em uma policlica, sofrendo por estar dividindo o mesmo espaço, com seres humanos inferiores comparados a você,
          Como Cbs e Sds e Sgt QE!
          Tomara que você seja um oficial , para não ficar enternado na mesma enfermaria junto com praças ,ó Sr meritocracia!
          Você tem traços de narcisista perverso!
          Acaba desejando Paz e bem
          Como um ser superior evoluido!
          Menos, bem menos militar!
          Resumo você é um ser hipócrita e perverso!

          1. Meu caro anônimo, no 17 de setembro de 2023 às 18:47, pelo teor da sua manifestação você sente uma tremenda frustração pelo sucesso dos outros, isso não é saudável.

            Que culpa tem o sargento mais jovem, egresso de uma escola de formação com ingresso mediante concurso público, de evoluir na instituição a custa do mérito intelectual e do esforço pessoal?
            As oportunidades surgem para todos, se por acaso você só evoluiu na instituição até o ponto em que se encontra, certamente ou não é capaz intelectualmente de avançar, ou não se esforçou o suficiente para progredir. Quem sabe haja um lugar, uma outra instituição que te acolha melhor do quanto você deseja, no entanto, nas forças armadas você alcançou o local que fez por merecer, com a significância que representa.
            Ficar remoendo sentimentos vis em desfavor dos outros não garante sucesso.
            Que a paz esteja com você.

  29. O cabo na aeronáutica, passa por uma única vez na seleção, após um ano de soldado. Se passar na seleção, então estará apto para fazer o curso de formação de cabos, por seis meses, com quatorze disciplinas.
    Para ser promovido a terceiro-sargento, faz-se necessário passar vinte anos na graduação de cabo. Daí, então, será selecionado para realizar um estágio para a promoção ao quadro especial de sargento, por trinta dias. Após a conclusão, aguarda um para ser promovido a terceiro-sargento.

  30. O cabo na aeronáutica, passa por uma única vez na seleção, após um ano de soldado. Se passar na seleção, então estará apto para fazer o curso de formação de cabos, por seis meses, com quatorze disciplinas.
    Para ser promovido a terceiro-sargento, faz-se necessário passar vinte anos na graduação de cabo. Daí, então, será selecionado para realizar um estágio para a promoção ao quadro especial de sargento, por trinta dias. Após a conclusão, aguarda um ano para ser promovido a terceiro-sargento.

    1. Boa noite

      Parabéns!

      Você certamente é uma pessoa sensata e gosta de paz.
      Agradeço pela preciosa atenção aos quadros especiais das Forças Armadas.

      Fico feliz com o seu digno comentário em defesa dos militares dos quadros especiais das Forças Armadas.

      Muito obrigado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo