Cid vai citar general Heleno e outros militares do governo Bolsonaro em delação

Tenente-Coronel Mauro César Barbosa Cid. CPMI - 8 de Janeiro - 11.07.2023 Foto: Geraldo Magela/Agencia Senado

Generais Augusto Heleno e Luiz Eduardo Ramos estão na lista

Monica Bergamo
O tenente-coronel Mauro Cid vai citar militares que participaram do núcleo do governo de Jair Bolsonaro (PL) em seu acordo de delação premiada, homologado no fim de semana pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

BRAÇO ARMADO
Cid, que foi ajudante de ordens de Bolsonaro, deve citar, entre outros, o general Augusto Heleno, que foi chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) do governo passado, e também o general Luiz Eduardo Ramos, ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência.

NADA A VER
Heleno já negou, em depoimento à CPI dos Atos Antidemocráticos da Câmara Legislativa do DF, que tivesse ajudado a articular uma tentativa de golpe.

CORDA
Ramos afirmou, quando estava no cargo, que seria “ultrajante e ofensivo” afirmar que os militares estariam envolvidos em algum plano de golpe. Mas fez um alerta para “o outro lado”: “Não estica a corda”.

CORDA 2
De acordo com pessoas familiarizadas com as tratativas de colaboração de Cid, ele deve citar também os generais Eduardo Pazuello e Braga Netto, e um outro general da reserva.

UFA!
O Exército, no entanto, pode respirar aliviado: o ex-ajudante de ordens não deve citar militares da ativa em seu depoimento, mesmo diante do fato de golpistas do 8/1 terem permanecido por longo tempo acampados no QG da força por um longo tempo.

BARRAGEM
Pelo contrário: ele vem afirmando que o Exército barrou qualquer tentativa de estímulo a uma intervenção militar no processo político.

FOLHA

16 respostas

      1. Um quer projéteis, o outro, cabeças rolando. Precisam combinar aí e marcar o encontro para ver se dá tudo certo. Não tenho nada contra a vida íntima de ninguém. Sejam felizes”

  1. Sabe o que é mais engraçado, os caras já sabem quem ele vai citar sem ao menos ter aberto a boca ainda. Ou será que imprensa quer que ele cite este pessoal kkkkk

  2. Uma certa vez no estacionamento um General SAL ____O conversando me disse: cuide de sua família, é o bem mais valioso que temos. Deixe seu legado, caráter digno, como a maior herança de um PAI. Já vinha fazendo, e naquele dia depois de um 4 estrelas me dizer isso, me deu mais força para ir além do que fazia. Hoje fico grato por suas palavras. Família sempre em primeiro lugar. Deixei muitas oportunidades para dedicar-se a minha família. No final tudo deu certo. Filhos formados e trabalhando. Na reserva curto o máximo eles, sem falar na minha Digníssima esposa. Façam enquanto estão novos, depois pode ser tarde. É muito diferente fazer as coisas quando estamos novos, depois bem provável que a energia acabe. Para aqueles que me conhecem sabem que não deixo para depois.

  3. Alguém aí que serve em Brasília sabe por onde andas o general “19.000-no-contracheque”? Também conhecido como cantor?

    “Se gritar pega ‘centrão’, não fica um meu irmão…”

    O “centrão” é que venceu! Foi de ParMito até 2022 para Barba em 2023.

    Bora, Fufuca!

    “avança” Brasil…no precipício.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo