Exército afasta Mauro Cid, cumprindo decisão de Alexandre de Moraes

Cid deixando a prisão no quartel

O tenente-coronel Mauro Cid foi afastado de suas funções nas Forças Armadas, informou o Exército Brasileiro, através de nota neste domingo (10), conforme determinação de Alexandre de Moraes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

A medida foi tomada em decorrência de uma decisão de Moares, que concedeu ao ex-ajudante de ordens do ex-presidente Jair Bolsonaro, liberdade provisória no sábado (9). Ele também ordenou que o comandante das Forças Armadas, general Tomás Paiva, retirasse o militar de suas atribuições.

Mauro Cid, apesar do afastamento, seguirá recebendo a remuneração  de tenente-coronel e residindo em imóvel funcional(PNR) em Brasília.

Confia a nota do CCOMSex

“O Centro de Comunicação Social do Exército informa que o Exército Brasileiro cumprirá a decisão judicial expedida pelo Ministro Alexandre de Moraes e o Tenente-Coronel Mauro César Barbosa Cid ficará agregado ao Departamento-Geral do Pessoal (DGP) sem ocupar cargo e exercer função”

 

3 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo