Exército teme ser alvo de prisões como as que ocorreram contra a cúpula da PM do DF, em que 7 oficiais foram presos

Coronel da Polícia Militar Jorge Eduardo Naime, na CPI dos Atos Antidemocráticos — Foto: TV Câmara Distrital/Reprodução

Na operação, a PGR e a Polícia Federal cumpriram sete mandados de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão contra integrantes e ex-integrantes da cúpula da PM-DF.Bruno Tavares
Os militares do Exército estão com receio de ser alvos iguais aos policiais militares do Distrito Federal na Operação Incúria, em 18 de agosto, segundo o blog apurou.
Na operação, a PGR e a Polícia Federal cumpriram sete mandados de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão contra integrantes e ex-integrantes da cúpula da PM-DF.
A Operação Incúria é resultado da denúncia que o Grupo Estratégico de Combate aos Atos Antidemocráticos da PGR, coordenado pelo subprocurador Carlos Frederico Santos, ofereceu nesta semana ao Supremo Tribunal Federal.
Segundo a PGR, a cúpula da PM deixou de agir para impedir o vandalismo contra as sedes dos Três Poderes em razão do alinhamento ideológico com os manifestantes golpistas. A PM diz que a Corregedoria acompanha o caso.

Os alvos são os oficiais:

Coronel Klepter Rosa Gonçalves, atual comandante-geral da PM do DF; veja foto);
Coronel Marcelo Casimiro Vasconcelos Rodrigues, ex-comandante do 1º Comando de Policiamento Regional da PM;
Coronel Paulo José Ferreira de Sousa Bezerra, ex-chefe interino do Departamento de Operações (DOP) da PM;
Coronel Jorge Eduardo Naime; ex-chefe do Departamento de Operações (DOP) da PM, que estava de folga no dia dos ataques;
Major Flávio Silvestre de Alencar, comandava o 6º Batalhão da PMDF, responsável pela Praça dos Três Poderes e Esplanada dos Ministérios;
Tenente Rafael Pereira Martins, atuou no dia dos atos antidemocráticos;
Coronel Fábio Augusto Vieira, ex-comandante-geral da PM do DF, de folga no dia dos ataques.

Todos são acusados pelos crimes de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, deterioração de patrimônio tombado e por infringir a Lei Orgânica e o Regimento Interno da PM.

Investigação
Ao longo de sete meses de investigação, a PGR descobriu que os PMs começaram a trocar mensagens com teor golpista e a difundir informações falsas antes do segundo turno das eleições presidenciais do ano passado.
A PGR verificou ainda que a PM do DF acompanhava as movimentações no acampamento golpista montado nos arredores do Quartel General do Exército, em Brasília.
Os procuradores têm indícios de que a cúpula da PM infiltrou agentes de inteligência entre esses manifestantes para obter informações. E que tinha plena consciência da magnitude e da gravidade dos atos que estavam sendo planejado para 8 de janeiro.
g1

7 respostas

  1. Claro, no vácuo de falta de responsabilidade das Forças e em sua terceirização, o Poder Judiciário tem que realizar as atividades típicas de punição que cabe aos militares.

    1. Mas nas OM, o eb vai usar as duas técnicas já manjadas para justificar os erros dos oficiais: 1. Dizer que é uma perseguição às FFAA e que nós já sabemos a quem interessa isso; 2. Silêncio total, como se nada estivesse acontecendo. Aliás, o silêncio já está sendo utilizado. Só falam do EV sem cartão de cabelo e do pneu careca do motociclista.

  2. Eles estão com medo é ?? Na discussão sobre a Lei do Mal, os oficiais destrataram e ameaçaram os graduados que estavam presentes no CN. Para os praças e pensionistas são leões, para justiça e afins são tchutchucas.

  3. O exército está correto isso???? Ou seria os que se achavam que estavam acima da lei???? Nada melhor que um dia após o outro.. com não deve não precisa temer. O tempo chegou. O tempo é o senhor absoluto da razão.

  4. O bozonaro onde põe a mão Destrói, até sua família ele destruiu. Carluzo metido com rachadinhas, Flávio com o milagre
    de sua Fábrica de chocolates, o outro com Hamburguer milagrosos e agora o Renan investigado por estelionato e fraudes com laranjas, a atual e ex envolvidas também, si ainda não se corrompeu foi a adolescente, assim espero. O Renazinho agora tá todo enrolado com fraudes e estelionatos e metido com homicida e ainda pesquisando quociente eleitoral em Balneário Camboriú, só pode estar querendo se eleger por lá e destruí -la. Tem gente que vota. Coitada de SC foi destruída.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo