Preconceito de militares com Lula é o ‘fantasma’ do comunismo, diz ministro

Lula e brigadeiro Camelo

Camelo falou sobre o preconceito que existe de parte das Forças Armadas com o presidente Lula (PT). Para ele, isso é um resquício do que ele avalia ser o “fantasma” do comunismo.

“Essa animosidade é um preconceito que vem desde o período da bipolaridade. Passava-se uma ideia de que ser comunista era ser de esquerda. Naquela época a gente tinha essa percepção, o que não é verdade. O que a esquerda pensa hoje? Qual o objetivo da esquerda? Ela pensa nos mais pobres, ela tem esse sentimento que a fome é essa coisa reprovável.”
Brigadeiro Joseli Camelo, presidente do STM


Para Camelo, esse assunto não é mais uma coisa que gera preocupação a ele e, entre os fardados, esse é um sentimento que vai desaparecer com o tempo.
“Esse preconceito ficou enraizado, mas aos poucos está diminuindo. E outra coisa: não existe mais esse comunismo. Essa ideia de comunismo que muita gente ainda fala não existe. Acho que o comunismo é um fantasma, se ele existe, mas eu não tenho essa preocupação. Hoje em dia não tem mais comunismo.”, completou.
UOL

16 respostas

  1. Essa declaração prova que está ocupando um cargo para o qual não tem competência.

    De que planeta veio esse senhor?

    Incrível como a Subserviência transforma os Áulicos em Acéfalos fanáticos que desafiam a lógica, a razão, a realidade.

    Pobre do Brasil…

  2. Se o Alto Comando das três Forças tiver 60% de integrantes com a inteligência desse senhor, o atual governo terá plenas condições de imitar a Venezuela e implantar o “bolivarianismo” brasileiro em curto prazo.

  3. Gente…nós brasileiros somos uma nação multicural….vocês ainda acreditam que a ideologia de Kal Marx…lênim..Stalimé e etc..reina em dias atuais….acordem ….

    1. Você que precisa acordar. Há sim, mas não economicista, mas cultural: escola de Frankfurt e Gramsci. E falo por que realmente estudei o marxismo.

  4. O Camelo não passa pelo buraco da agulha e lava as mãos por não ver pecado em Barrabás. A esquerda preocupada com a fome? gastando milhões em viagens internacionais, móveis de 300 mil e arroz do MST a peso de ouro? Porca miséria! Viva a escravidão!

  5. Nós temos o parlamento e o judiciário mais caro do mundo, serviços públicos péssimos, tri tributação, e esse senhor vem falar que a esquerda que, desde a anistia, se apropriou do Estado está pensando na pobreza, desde 1979? Barbaridade!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo