Após interceptação pela FAB, piloto incendeia avião e foge no oeste do Paraná

Foto: divulgação FAB

No solo, o piloto incendiou a aeronave após perceber os aviões da FAB Avião suspeito é identificado por exército no oeste do Paraná

Foto: divulgação FAB

Uma aeronave suspeita foi identificada pela Força Aérea Brasileira na região oeste do Paraná. De acordo com a FAB, por volta das 8 horas da manhã desta terça-feira (04), uma aeronave de pequeno porte, de modelo PA-28, entrou no espaço aéreo brasileiro sem autorização e plano de voo.

Ainda de acordo com a FAB, os pilotos de defesa aérea seguiram o protocolo das medidas de policiamento do espaço aéreo brasileiro.  Na sequência, o piloto da aeronave considerada suspeita pousou em uma pista na cidade de Tuneiras do Oeste.

Logo em seguida, o avião foi incendiado pelo próprio piloto, que fugiu do local antes da chegada dos agentes policiais. Toda a operação foi realizada em coordenação com a Polícia Federal, com apoio da Polícia Militar do Paraná.

A ação faz parte da Operação Ágata Conjunta Sul  em combate ao crime em espiações aéreos internacionais compartilhados, em 2023. No terreno, desde o dia 1º de julho, a Operação é desencadeada na região Sul do Brasil, nos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul nas fronteiras com Paraguai e Argentina.

A ação é um trabalho interagências, coordenada pelo Ministério da Defesa, e com a atuação da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro, da Força Aérea Brasileira, da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal, da Receita Federal, da ABIN, do IBAMA, da Anvisa, do ICMBio, da ANATEL, das Secretarias de Segurança Pública/Polícias Militares/ Polícias Civis/ Corpo de Bombeiros Militares e das Secretarias de Agricultura dos Estados da Região Sul do País, bem como de outros órgãos de fiscalização federais, estaduais e municipais.

A iniciativa tem como objetivo a realização de ações preventivas e repressivas, na fronteira terrestre e marítima, contra delitos transfronteiriços e ambientais em coordenação com órgãos de segurança e de fiscalização federais e estaduais.

BANDNEWS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo