PF ameaça rebelião caso Lula escolha por “militares traidores” para sua defesa

Operação também usa cães farejadores (Foto: Reprodução/PF)

Nem mesmo um projeto de reestruturação de cargos e salários dos agentes federais será suficiente para conter a insatisfação se segurança presidencial for devolvido aos militares do GSI

Roseann Kennedy e Weslley Galzo
Delegados e agentes da Polícia Federal já ensaiam uma rebelião caso o presidente Lula decida devolver aos militares do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) a responsabilidade por sua segurança imediata, a partir de 1º de julho. Eles alegam que é impensável que Lula vá prestigiar “quem tentou destituí-lo” em detrimento de quem “defendeu a sua permanência no cargo de presidente”. A afirmação é uma referência aos atos de 8 de janeiro, que envolvem a suspeita de participação e omissão de agentes das Forças Armadas.

Interlocutores com acesso aos andares mais altos da Polícia Federal fazem questão de circular a informação de que Lula pode acordar com uma nova crise. “A categoria vai se sentir humilhada e voltará a pressionar por aumento salarial e pela reestruturação da carreira”, alerta um do policial que conversou com a Coluna.

A promessa é de que a instituição, que até agora não provocou dor de cabeça a Lula em meio a tantos conflitos institucionais, causará um “rebuliço”. Até porque politicamente a PF é rachada ao meio e tem muitos bolsonaristas em seus quadros. A soma deles com um efetivo que se sinta preterido trará problemas ao Planalto.

Nem a apresentação de um plano de reestruturação de cargos e salários será suficiente para conter a insatisfação de perder a segurança presidencial. A proposta é considerada insuficiente para arrefecer os ânimos na corporação.

O comando da Polícia Federal tem se posicionado com firmeza nas conversas que teve com os ministros envolvidos nas negociações da segurança presidencial. Além de manter a segurança imediata de Lula, quer assumir a coordenação de toda a segurança presidencial e diz a quem queira ouvir que “não há conversa para subordinar a instituição aos militares”.

Como revelou a Coluna, o ministro do GSI, general Amaro, tem uma proposta para absorver os policiais federais que hoje fazem o serviço e passar a geri-los. Eles ficariam como servidores cedidos, sob comando do general, e teriam de fazer novos treinamentos, de oito semanas, iguais aos dos militares.

A Polícia Federal, por sua vez, elaborou três planos para apresentar na reunião que espera ter com Lula entre terça-feira e quarta-feira desta semana para bater o martelo sobre o futuro da segurança presidencial.

O decreto que criou a Secretaria Extraordinário da Segurança Presidencial e transferiu o serviço para a PF só vale até o dia 30 deste mês.

ESTADÃO

14 respostas

  1. Essa imprensa é de doer!!Todo dia inventa uma crise!!! Essa missão é do EB. os PFs entraram nela por gentileza do GSI e o EB Tem gente preparada e com disciplina, coisa que não existe entre policiais,sejam civis como a PF SEJAM ” militarizados” como as PMS.A missão é do EB,mandem os policiais para suas delegacias.

    1. Sei a disciplina do EB: “babar ovo dos superiores” e dizer “amém” para toda aberração que fazem. Para ser militar das Forças Armadas, precisa deixar o cérebro em casa todos os dias.

    2. Que adianta disciplina pra fazer ordem unida e ter medo do que o tenente coronel vai achar da faxina da guarda quando chegar pela manha?

      As policias tem expertise, vivem na acao real todos os dias, prendem, investigam, trocam tiro e vc ai treinando para o dia do uniforme.

      O resultado é a tragedia que assistimos no 8/1, um patrimonio cultural imensuravel destruido por conta de frouxura e despreparo

  2. Vcs acham que o Presidente Lula e doido, de tirar o GSI de sua segurança, e passar para à Policia Federal. Como militar, acho Dificil essa Mudanças., Precisamos de paz entre as instituição. não de guerra . ,.As Fôrças Armadas sempre fizeram a seguranças de Presidentes, é assim no Brasil e assim no Mundo,..

  3. Passa logo a função para esses caras, juntamente com a guarda dos palacios do Governo. Ai eles vão contratar um empresa de segurança privada para o serviço. Fui em missão com esses caras e apos as 17:00, retraiam para o hotel da cidade e somente no outro dia apos as 8:00

    1. Excelente ideia, principalmente passar a responsabilidade da segurança dos palácios para a PF. Mas só querem o mel. Não vão aceitar montar guarda e ficar expostos no tempo…

      tem muito camarada que comenta aqui e se for militar, deve ser de QG, pois falar mal dos próprios colegas de farda é no mínimo amadorismo. Militar das forças armadas, principalmente as praças, vive de Resiliência contra vários obstáculos e incertezas, quando não são sacaneados e prejudicados em suas pretensões. Vivemos levando pancada, mas sempre levantando e seguindo adiante…

      Os fãs da PF no EB deveriam montar um clubinho e bater palminhas para esse pessoal, que se não tiver diária creditada na conta corrente nem sai de seu local de trabalho para ir em operação… padrão PF com o interesse público…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo