Exército diz à CPI do 8/1 do DF que não atuará por Mauro Cid

CABEÇAS NA BANDEJA CORONEL CID

Militar da ativa, Mauro Cid está preso desde o início do mês; interlocutores do Exército agiram diferente em depoimento de general à CPI

Eduardo Barretto
O Exército avisou à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Atos Antidemocráticos da Câmara Legislativa do DF (CLDF) que não auxiliará no depoimento do tenente-coronel Mauro Cid. O ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro foi convocado na semana passada. Ele segue preso por suspeitas de fraudar dados de vacinas.

Deputados estranharam o recado do Exército pela diferença de tratamento em relação ao general Gustavo Henrique Dutra, que depôs à comissão na última semana. A exemplo de Cid, Dutra é um militar da ativa.

Dias antes do depoimento do ex-comandante militar do Planalto, interlocutores do Exército conversaram com os parlamentares e atuaram para que a sessão fosse tranquila. Esses militares perguntaram até qual seria o trajeto do general Dutra para o plenário da CLDF, em uma tentativa de evitar que ele fosse fotografado ou abordado pela imprensa.

A comissão interpretou o recado como um sinal de que o Exército busca se afastar do desgaste enfrentado por Cid. Ele foi preso no início do mês por ordem do STF. Em dois depoimentos à Polícia Federal (PF), silenciou-se.

A PF considera que já tem elementos suficientes para enquadrar Bolsonaro pelos crimes de inserção de dados falsos e uso de documentos falsos. O ex-presidente alegou que Cid fraudou as informações sem seu conhecimento. Para os investigadores, contudo, a versão não para em pé.

Guilherme Amado (METRÓPOLES)

5 respostas

  1. Fique tranquilo Cidinho…”Não fica ninguém pra trás “.

    Por falar nisso, espero que o governo Lula melhore a situação do Soldo dos militares, mas, conhecendo alguns companheiros e sua ferenha “ideologia”, se isso ocorrer, fiquem a vontade de não quererem esse aumento, doando esta diferença para, como dizia Juca Chaves, o minto comer caviar.

  2. Esse general é uma vergonha para a maioria dos brasileiros que acreditavam no exército; ele se juntou ao sistema por dinheiro e poder ; general Thomaz o senhor entrou para a história do Brasil Ditatorial do seu amigo Alexandre de Moraes que lhe corrompeu com poder e grana.acho que nem sua mulher mãe e filhos o apoiaram por trair a nação; se o fizeram foi por dinheiro tbm pois sua hora vai chegar; aproveite bem seu traidor do povo de bem; vergonha é o que sinto de você seu energumeno!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo