General Corrêa Filho é nomeado como número 2 do GSI

EB Divulgação

Corrêa Filho será secretário-executivo do general Marcos Antonio Amaro dos Santos, titular do Gabinete de Segurança Institucional

Mariana Costa
O presidente em exercício Geraldo Alckmin (PSB) assinou, na manhã desta segunda-feira (22/5), a nomeação de Ivan de Sousa Corrêa Filho para a secretaria-executiva do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência (GSI). O ato foi publicado no Diário Oficial da União (DOU).

Corrêa Filho será o número dois do general Marcos Antonio Amaro dos Santos, que assumiu a pasta após o pedido de demissão do general Gonçalves Dias, em 19 de abril.

O militar foi obrigado a deixar o governo depois que imagens do circuito interno da Presidência da República mostrarem sua atuação e a de servidores do GSI durante a invasão golpista de 8 de janeiro.

No lugar de Corrêa na Secretaria de Segurança e Coordenação Presidencial, assume Ricardo Augusto do Amaral Peixoto, general de brigada.

Relembre trocas no GSI
General Amaro era palpite certo desde que Gonçalves Dias pediu demissão do cargo, em 19 de abril. Dias deixou o governo após imagens do circuito interno da Presidência da República mostrarem sua atuação e a de servidores do GSI durante a invasão golpista de 8 de janeiro.

Interinamente, Ricardo Cappelli assumiu o órgão – o retorno dele como secretário-executivo do Ministério da Justiça saiu no DOU da quinta-feira passada. Nas redes, o ex-interventor do Distrito Federal se despediu do cargo e se disse “sempre pronto para servir ao Brasil”.

Enquanto esteve no cargo, Cappelli chefiou uma “desbolsonarização” na pasta, com a exoneração de 29 servidores do GSI, incluindo três dos quatro secretários nacionais que atuavam no órgão. Outros 58 funcionários também foram demitidos.

METRÓPOLES

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo